Resenha

RESENHA DO LIVRO || INOCÊNCIA PERVERSA

Olá Nossos Devanienses!

 

Resultado de imagem para Inocência Perversa livro Patrícia Highsmith

 

Este livro demorou seis dias a ler trezentas e tal paginas. No início, por mais que eu lesse, parecia que as páginas não avançavam. Porém, quando estava a mais de metade do livro, as páginas voaram. A estória é desconcertante. A Autora deu-nos desde o início tudo. Tínhamos um nome para aquele assassino. Não era isso que queríamos? Patrícia Highsmith brincou connosco no livro “Inocência Perversa”. Mostra uma narrativa que faz com que a sinopse não se encaixe até à última página. É ai que o leitor respira.

Tem um Detective que coloca toda a gente doida. Parece que aprendeu com a PIDE. No final de contas, quem é o louco? Sim, esta istória tem um louco. Será que o assassino é o louco ou alguém desesperado pela sua vida? A história dos dois crimes tem um pouco em comum: a vítima foi morta na paragem de camionetas. Será que eles tinham mais a perder do que a ganhar com a morte das Esposas? Bem, um deles tinha outra pessoa em mente para passar o tempo…

O Detective, ao que parecia, fazia de tudo para subir na sua carreira. TUDO! Esse tudo incluía os seus contactos com a imprensa. O que importa aos jornais, a verdade ou os lucros? O Detective jogava com isso para mexer com a mente das vítimas e quando elas esperavam ter tudo escrito nos jornais, o Detective dava-lhe a volta. Ele gostava de ver a dor nas sua vítimas. Por mais que fizesse, o Detective, nunca estava satisfeito. Ele tentava de tudo para por as vítimas umas contra as outras.

 

Resultado de imagem para Inocência Perversa livro Patrícia Highsmith

 

O Detective mexia com a ansiedade das suas vítimas. Quem ganhou no final? Complicado de dizer. Talvez cada um ganhou e perdeu à sua maneira. A cada curto capítulo lido só se pensa no que o Detective fará a seguir. Queremos lá saber do assassino. Já sabemos quem é. Dá vontade de dizer ao Detective “Não me irrite mais!”. O Detective era tão fraco nas suas atitudes. Ele não olhava a meios para atingir os fins. O leitor já sabe quem é o culpado e o inocente, mas para o Detective isso são pormenores.

Ele sentia-se a cima da lei, porque todos os Superiores, dito da boca dele (Será verdade?), estavam satisfeitos com os resultados dele. Se soubessem os meios…

Ambos os casos são tecidos numa teia sem fim que, talvez, só a morte os deixe escapar…

Tem palavrões desnecessários. São sempre…

Beijinhos

 

 

Curso

COMUNICAR VS INFORMAR || HÁ ALGUMA DIFERENÇA?

Olá Nossos Devanienses!

 

Falar, Discussão, Microfone, Lata, Pode, Estanho, Boca

 

Há alguma diferença entre Comunicar e Informar? Sim, há. Como sabem, estou no curso de Técnica de Segurança e Higiene no Trabalho. Lá tenho a disciplina de Organização do trabalho e gestão das Organizações. Mais uma disciplina que gostei de cara.

Uma questão que foi feita pela Formadora foi mesmo essa: Há alguma diferença entre Comunicar e Informar? Há!

Duma forma muito genérica, a comunicação é bilateral e a informação unilateral. Ou seja, eu detesto a informação. Vamos passar de informação a comunicação? Vamos sim, através dos comentários.

 

Perguntas, Fonte, Quem, Oque, Como, Por Que, Onde

 

Essa é diferença mais básica. Mais resumida. A informação é dada por uma pessoa, normalmente, certa ou errada e posteriormente pode passar a comunicação. Sim, Francisca, mesmo sendo errada é uma informação.

Produção, faltam os Cheeseburgers para a Francisca e para mim, por gentileza, uma Pepsi!

Estamos sempre a aprender, eu achava que era a mesma coisa e afinal não o é. Como eu costumo dizer, só aprende todos os dias quem quer.

Beijinhos

Expectativa

EXPECTATIVA DO LIVRO || INOCÊNCIA PERVERSA

Olá Nossos Devanienses!

 

 

Inocência Perversa de Patrícia HighSmith. Escritora da qual nunca ouvi falar. Escolha de Francisca, mais uma vez. Porquê? Só ela sabe. Segundo a própria foi um dos livros que estavam na prateleira por ler e pronto. Pronto, ela está a deitar as culpas para mim por ter o livro. Produção, dê um CheeseBurger à Francisca, ela está muito magrinha e um Ice Tea de Pêssego para mim, por gentileza.

Faz-me lembrar “A Inocência Perdida” de Thomas Harris, por causa da borboleta da noite.

 

 

É muita coincidência a pessoa que queremos que morra seja assassinada sem ter o nosso dedo no meio. Desculpem, ou é um ex-Namorado psicopata ou foi pago. Claro, tem de parecer um suicídio. Convém, exactamente como Marilyn Monroe. Será que ela sabe de mais? Será que ela se quer divorciar e o Marido Walter Stackhouse? Será que o assassino é um ex-Namorado tresloucado?

Primeiramente, é uma estória cheia de coincidências. Cheio de coincidências convenientes. Vou sonhar com sushi e vou acordar com ele na minha mesa-de-cabeceira. Parece que resulta. Também com gomas, After Eight, lasanha, batatas-fritas e pizza.

Desculpem, mas parece muito fake. Muito fake mesmo.

Foi ler uma opinião no Wook “Foi uma história relativamente boa, mas é um daqueles livros que leva o seu tempo a ser lido devido à falta de suspense, uma vez que o leitor já sabe quem é culpado e quem não é, e ao lento desenrolar do enredo.”. Mas eu acho isso muito inteligente de dizer quem é o assassino. Exactamente como no caso de Garota Online. Tu lês e pensas “O que diz na sinopse não é possível!”.

Beijinhos

 

 

Blogger

INSTAGRAM || O QUE SE PODE VER?

Olá Nossos Devanienses!

 

Instagram, Telefone Celular, Smartphone, Rede, Global

 

Primeiramente e desculpem o inconveniente, preciso de pedir à Produção, por gentileza, que traga os Cheeseburgers da Francisca, uns quatro chegam e para um Guaraná. Muito grata. Então, afinal, o que se pode ver no Instagram? Caso vocês estejam desatentos ou tenho caído aqui de para-quedas (Agradecemos), eu não tenho nenhum Instagram pessoal, só mesmo de trabalho, no caso do Blog. Nem é porque o Instagram piorou bastante com as suas mudanças, mas sim, porque o tempo só se resume a vinte quatro horas ( nem tanto, porque temos de dormir).

Se foram ao nosso Instagram, sigam e ponham uns likes bonitos e uns comentários catitas, tudo é respondido e retribuído. Se eu gostar do teu perfil, eu sigo. No Instagram do Blog podem ver quatro categorias:

  • comida,
  • livros,
  • eu (raramente),
  • momentos marcantes.

 

Sushi, Japonês, Placa, Poder, Peixe, Ásia, Japão

 

Comecemos pelo melhor que é a comida. Com o meu Sol em Touro, não posso negar que amo comer. O meu Signo denuncia. Sushi e lasanha principalmente. Gostaria de ter mais fotografias dos mesmo para partilhar com vocês, mas infelizmente não tenho. Seria lasanha ao almoço e sushi ao jantar. Estaria satisfeita. Mas o tempo e os compromissos não deixam.

Livros. O Blog alimenta-se muito de livro. Caso não saibam, eu já não leio por lazer, embora ame bastante. Nem ler, nem ver filmes. Há capas tão bonitas e fotogénicas que eu não resisto.

Eu. Se eu não fosse tímida, não seria Blogger, mas sim Youtuber.  Sou tímida sim, Francisca. Eu nunca fiz um directo. Ajudaria no crescimento, mas a timidez é muita. Nem vídeochamada, quanto mais. É muito raro tirar fotografias, a minha beleza é muito melhor pessoalmente.

 

 

Momentos marcantes. O que serão estes momentos marcantes? Por outras palavras, o meu aniversário. Sim, eu fiz no dia quatro de Maio, mas só estou a por agora, mas isso tem um motivo. A Enfermeira K só me enviou agora. O meu telemóvel na altura estava para arranjar e o substituto era uma bosta para fotografias. Resumidamente, para tudo. Também mostrei a minha viagem a Tarragona. Pouco, pois o resto eu vivi. Eram apenas quatro dias. Ou vivia o momento ou fotografava e a bateria do telemóvel não ajudava. E também coisas bonitas que vejo, por exemplo, a amoreira da minha Mana do Meio.

Como vêm, é um Instagram divertido, lindo e fofo. É um amorzinho. Sai a mim. Eu sou mais. Completamente modesta, Francisca. Produção, os Cheeseburgers da Francisca acabaram, alimentem a menina, por gentileza. Antes que questionem, compramos muitos no dia, nunca na vida iríamos congelar e aquecer para termos muitos.  Não é que às vezes não merecesses, Francisca.

É um cantinho bem confortável onde podem passar por lá dar o vosso feedback. Também fazemos Stories diários.

Beijinhos

Resenha

RESENHA DO LIVRO || O CLUBE DO ADULTÉRIO

Olá Nossos Devanienses!

 

Resultado de imagem para O Clubo do Adultério

 

Produção, tragam uns belos CheeseBurgers para a nossa querida Francisca, por gentileza, e um sumo de laranja natural sem gelo para mim. Como sabem, ando a apontar quando começo e acabo a ler e eu li este livro trezentas e cinquenta e uma páginas em três dias! Fiquei completamente viciada, confusa, incrédula, chocada. Tudo ao mesmo tempo! A começar que o Nick não passa dum homofóbico que eu jurava que tinham mais dez anos do que aquilo que afirma. Detesto homofobia. Deixa o melhor Amigo da Esposa em paz!

Escusado será dizer que comentei tudo com a querida Caroline. Ela perguntou, após lhe mandar uma fotografia da parte homofóbica, se eu estava a gostar da leitura. A minha resposta foi rápida “Não sei. Ele é um velho machista e homofóbico. Só porque o Melhor Amigo da Esposa gosta de homens. Qual é o problema? ” e o resto não acrescento. É spoiler. Basicamente, só pensa nele próprio.

Juro que pense que estava no livro errado. Confessei, logo de início que estava meio confusa com o livro. O Nick tem uma mentalidade do século XVI. Comentei isto com a Caroline, por outras palavras. Ela questionou se era um livro de época. Eu respondi em três parágrafos. Não vou transcrever todos para não dar spoiler. Aqui não há spoiler. “Estou triste por ela. Ele é um sacana mentiroso (…) Nojento! (…) Este livro é tão estranho e viciante. Estou cada vez com mais triste por ela. (…) O livro é de loucos! Tens de ler! Estou chocada!”.

 

Resultado de imagem para O Clubo do Adultério

 

A Caroline é tão fofa que escreve “Você gosta de novelas? Esse livro é tipo uma.”. Claro que não. Eu nem vejo televisão. Disse que não era, que é estranho, só.

Acabei e não sei o que pensar sobre ele. Um pouco previsível.

Na minha visão, um canalha do princípio ao fim e elas são todas umas inocentes na sua teia tão bem estudada de forma inocente e banalizada. Amo as crianças, muito queridas. Ele é um canalha. O papel de Nick é ser um canalha. Com pensamentos de canalha. Atitudes de canalha. Feitio de canalha. Alma de canalha. Nick tem o kit todo de canalha. Todo “Eu sei que tenho culpa e cometi um erro imperdoável, mas melhorassim, que se lixe, volta para mim.”. Basicamente, é o que transmite às duas. O melhor dos dois mundo.

Sem paciência, mas ao mesmo tempo, queria saber se as minhas suspeitas estavam correctas. Mesmo errada, a mulher está sempre certa.

Beijinhos

Texto Pessoal

A Carta que nunca te Dei || NM

Olá Devanienses!
Hoje a vossa Pequena Desarrumada, evoluiu para Nádia Matos, com amor ! 
Estou mesmo feliz, com o resultado do meu trabalho e, esta semana andei cheia de insónias pelo stress todo de gerir um blog, vida profissional e pessoal, mas como sempre dei a volta por cima, aproveitando para escrever um pouco. Hoje vou partilhar convosco um pouco da minha mente obscura, espero que gostem muahahah.

 

 

«Sempre tive a certeza de que a Primavera é a estação mais linda e apaixonante do ano… Mas ter-te conhecido, tornou esta Primavera ainda mais especial.
Já me estou a imaginar…
Eu, o céu claro, a brisa suave a bater nos nossos cabelos e tu… num relanço ao meu lado, trazendo um prazer em mim, imaginável.
Se na Primavera a Natureza desabrocha revelando os seus segredos mais íntimos, então eu acabo por receber o maior deles todos, perante a sua magnitude revelação… um amor verdadeiro, que me faz bem!

 

Relembro, repenso e penso… o teu toque  no meu corpo, os teus lábios a tocarem nos meus e os colírios nos meus olhos em ter-te ao meu lado, tornam esta Primavera, que não admite as nuvens carregadas no céu e os tons de cinza predominantes no meu coração, a abrolhar em mim o mais renascido do meu amor graças à tua companhia.
Sinto-me mais bonita e vejo-te mais bonito a cada dia que passa! O meu amor, faz-me relembrar as mais belas flores e tu o mel mais belo e  mais doce do que o próprio mel…
Ainda me lembro do primeiro dia em que nos conhecemos. Por acaso era Primavera e o dia estava febril pairando no ar, asas de amor por tudo o que era lado, porém algo errado aconteceu…

 

Passado meses a fio… meses a pavio… lá entrou o Outono e toda a beleza até agora construída foi-se num ápice… num estalar de dedos sem dar justificações a ninguém.
Lá se foi o nosso amor, fugiu como uma gazela para hibernar e eu perdi-me!
Relembro-me agora, sozinha e fria, todos os nossos momentos e com um último desejo…
VOLTA! Volta, minha querida Primavera!»

 

Blogger

SER BLOGGER || O SEU SIGNIFICADO

Olá Nossos Devanienses!

 

Menina, Mulher, Digitação, Escrito, Blogger, Blogar

 

Primeiramente, o que é ser Blogger? Ser Blogger é não ter férias. Férias de verdade. Levamos sempre o trabalho atrás. Não nos conseguimos desprender. É mais uma fotografia para o Instagram. É divulgar aqui e ali o artigo que saiu. “É só mais cinco minutos.”. Ficamos esgotadas e perguntamos o que são férias. Uma Blogger não sabe o que são férias! Por vezes, nem sabemos o que é dormir oito horas seguidas, quanto mais férias. Sim, porque nós sabemos a que horas começa o trabalho, mas nunca quando acaba. É esta a nossa realidade. Há sempre mais alguma coisa para fazer e não podemos procrastinar. É completamente impensável. “E o artigo? E a fotografia para o Instagram? Ainda não divulguei o artigo de hoje. Ainda falta o publipost. E o que raio vou escrever para Sexta-feira?!”. Basicamente e mesmo muito basicamente é isto que nos assombra. Trabalho, trabalho, trabalho.  Mais uma ideia, mais uma ideia, mais uma ideia. Uma agenda ajuda bastante.

Não olhem muito para o glamour do nosso trabalho, existe, mas não é assim tanto. Por outras palavras, nada nos cai do  Céu. É preciso batalhar muito sem o Youtube. Umas olheiras que só Jesus na causa. São de fugir e temos de parecer bem. Contactamos outra Blogger que gostamos muito, mas é para trabalho. Só temos trabalho na nossa cabeça. Em outras palavras, tudo nos serve de desculpa para fazermos mais um artigo ou tirarmos uma fotografia para o Instagram. Para quem não sabe, só tenho o de trabalho, porque acho que não ia ter tempo para dedicar ao pessoal. Essa é a verdade. Além disso, o quê que eu iria colocar? No meu Blog, sendo ele de lifestyle, coloco tudo e sinto que aqui sou eu a cem por cento. Não faria sentido repetir fotografias.

Da mesma forma que a nossa vida se torna o nosso trabalho. Tudo na nossa vida é para o trabalho, até a porcaria das férias! Nós somos autênticos workaholic, é sério. Por exemplo, um almoço com as Amigas. Para onde vai? Para o Instagram do Blog e, quem sabe, um artigo no Blog. Foi isso que se tornaram os almoços com as Amigas. É a mais pura realidade, estou a ser muito franca com vocês. Por outras palavras, vamos ao sushi ( sabem que eu amo), temos de tirar fotografias para o Instagram. Para quem não entende, é irritante. Para nós, é o mais banal que existe.

 

Espaço De Trabalho, Local De Trabalho, Trabalho

 

Acima de tudo, fazemos de tudo para que o trabalho seja-vos entregue da melhor forma possível. No entanto, não há fotografias da Francisca a comer os seus CheeseBurgers, mas seria interessante. Francisca, tem piada sim. Além disso, Produção, a Francisca precisa de mais CheeseBurgers, por gentileza, e eu dum batido de manga sem gelo. Muito grata. Como vês, andamos sempre bem alimentados, também é bom. O Burger King poderíamos patrocinar ai.  Eu prefiro o Burger King. Além disso, onde eu costumo ir, podemos pegar a quantidade de bebidas que quisermos e é um sítio muito bom para trabalhar. Lá está a palavra trabalho. Em outras palavras, as Bloggers deitam trabalho pelos olhos.

Da mesma forma, devo confessar-vos, caso não tenham reparado, eu já não leio, nem vejo filmes por lazer. É tudo para o Blog. Até já estou a apontar na agenda quando começo e acabo um livro, coisa que nem fazia. Só para terem uma noção. Por outras palavras, não estou a dizer que não gosto, eu amo ler e ver filmes de terror, mas já não me lembro da última vez que o fiz por fazer. Sem qualquer objectivo de causa.

 

Ícone, Polaroid, Blogger, Rss, App, Você Tubo

 

Em conclusão, a vida duma Blogger é o Blog. Não há volta a dar quanto a isso. Além disso, nós respiramos o Blog. É a nossa vida. Eu lembro quando o meu Blog foi pirateado no dia 13 de Março de dois mil e dezassete. Eu tinha artigos agendados até Abril! Era no Blogspot e tinha o domínio na Webtuga. Nunca mais, ao primeiro problema deixaram-me na mão. Hoje estou no WordPress que é muito mais profissional e seguro e com a Iberweb que resolver qualquer mínimo problema num curto prazo.

Por outras palavras, estou feliz com o meu trabalho, mesmo que ele me suge tanto tempo. Faz parte.

Beijinhos

Expectativa

EXPECTATIVA DO LIVRO || O CLUBE DO ADULTÉRIO

Olá Nossos Devanienses!

 

Porque raio tenho este livro?, perguntarão vocês.

Je ne sais pas – Não sei. Foi a Francisca quem escolheu, como sempre. Francisca, sim, estava nos meus livros por ler, mas…Como foi ali parar? Produção. foi algum de vocês que me ofereceu? Uma escolha tresloucada? Tem tudo para isso. Produção. os ChesseBurgers da Francisca? Uma coca-cola para mim, por gentileza, sem gelo. O que posso dizer sobre este livro com um título peculiar e cuja a autora acho que desconheço – não sou boa a reter Escritores? Na capa diz-nos que “Ninguém quer pertencer a este clube, mas quando se aperceber já é tarde de mais.”. Que bonito.

A sinopse presenteia-nos com as seguintes palavras:

Uma esposa. Um marido. Um amante. De que lado vai ficar?

A vida não podia correr melhor a Nicholas Lyon, um advogado casado em segundas núpcias com a bonita, embora caótica, Mal, autora de livros de culinária que intercala a sua profissão com o papel de mãe extremosa de três deslumbrantes filhas. 

Quando tudo parece correr de feição, Sara Kaplan, uma jovem e brilhante advogada, «explode» na vida de Nicholas como uma «granada sexual», deixando-o atordoado e chocado com a sua atracção por ela. Embora a química entre os dois fosse evidente, foi necessário acontecer um ataque terrorista para o obrigar a reconhecer a sua própria mortalidade e atirar a sensatez às urtigas. 

O Clube do Adultério conta a irresistível história de um eterno triângulo amoroso. Um clube cuja adesão tem um preço demasiado elevado.

 

Resultado de imagem para sinopse O Clube do Adultério

 

Se há UMA Amante, a Sociedade machista vai culpa-la e o Maridinho inocente vai sair de cena de fininho. Coitado, ainda nem comecei a ler e já tenho pena da criança. TRETAS!

Ataque terrorista? Agora a culpa chama-se ataque terrorista? Quantas pessoas traíram no onze de Setembro de dois mil e onze? Faz parte da natureza humana, mas só traí quem quer.

Francisca, o que foi? Segundas núpcias é um termo antiquado e que já ninguém usa para segundo casamento. Então o que é, Francisca? Sabes e perguntas? Sim, traiu-a porque, além do atentado terrorista, sentiu-se uma segunda escolha. Bem apreciado, Francisca. Muito bem apreciado. Aposto os meus ossos, como ele vai voltar com o rabinho entre as pernas para a Esponja (leia-se Esposa), as Filhas tão queridas, no caso três.

Se eu vomitar, aviso.

Beijinhos

 

Sociedade

DESREPEITAR O TRABALHO ALHEIO || A MANEIRA DE DAR TRABALHO

Olá Nossos Devanienses!

 

Lata De Lixo, Lixo, Poluição, Desperdício, Lixeiras

 

A Sociedade está cada vez mais miserável. Há um desrespeito enorme pelo trabalho alheio misturado com muitas desculpas como se estivessem a fazer um favor. Primeiramente, eu já ouvi a seguinte desculpa esfarrapada quem me fez escrever este artigo: “Eu atiro lixo para o chão para fazer um favor aos Lixeiros, para eles terem trabalho. Deveriam agradecer o meu acto.”. Eu tentei ignorar. Respirei fundo. A pessoa já tinha o ar de mal educada e fazia questão  de dizer isso alto e bom som como se estivesse à espera dos louros.

Vamos por partes: A natureza já por si faz muito lixo, logo os Lixeiros não precisam de mais trabalho. Têm o suficiente para o seu horário de expediente. Não precisam de mais trabalho do que aquele que têm. NÃO HÁ NADA PARA AGRADECER!

Se tens o acto deplorável de deitares lixo para o chão, não é para o bem de outra pessoa, mas sim porque és um ser sem educação agora. Desrespeitar o trabalho alheio não passa disso: Desrespeitar! É, só aceitem. Não há mais do que isso.

 

Lixo, Lata De Lixo, Desperdício, Eliminação, Plastic

 

Se tu enches a praia de lixo, a culpa não é do Governo. A culpa é da tua falta de educação. Não há volta a dar a isso. Não, não há nada para agradecer. Aliás, normalmente, eles ficam mais tempo para limpar o que nem deverias ter posto no chão. Não é bonito. Não é engraçado. Não é bom.

Há caixotes do lixo e eles não tiram trabalho aos Lixeiros, bem pelo contrário. Se a frase anterior tivesse lógica “Eu atiro lixo para o chão para fazer um favor aos Lixeiros, para eles terem trabalho. Deveriam agradecer o meu acto.”, porquê que haveria de existir os caixotes do lixos? Qual é a necessidade de não serem civilizados? Não há necessidade nenhuma de ser mal educado. Não há necessidade nenhuma de deitar lixo para o chão.

Parem de inventar desculpas para a vossa má educação.

 

Homem, Jogando, Lixo, Limpeza, Caixote Do Lixo, Lixeira

 

Em outras palavras, revê a tua educação. Se tu fazes coisas erradas e ainda dás desculpas como “Foi assim que fui educado.”, é sinal que essa educação não é assim tão boa. Vai a umas aulinhas de revisão. Francisca, estou a ser irónica.

Portanto e resumindo, se há desculpa para um acto, não há educação nesse acto. Por exemplo, este caso. Além disso, até agora não encontrei o sentido daquela frase. Lixeiros de todo o Mundo, vão a casa dele almoçar como agradecimento e deitem todo o lixo no chão. Em conclusão: Não outra conclusão. Francisca, não te rias. Não há mesmo conclusão possível. Sinto vergonha alheia. Lixo no lixo, mal educados no lixo. Básico.

Beijinhos

Resenha

RESENHA DO LIVRO || MIÚDA ONLINE

Olá Nossos Devanienses!

 

Nenhuma descrição de foto disponível.

 

No dia que estou a escrever, último dia de Maio de dois mil e dezanove, acabei de ler o livro da “Miúda Online”, começado no na Terça-Feira, ou seja, no dia vinte e oito( Ando a apontar na agenda). Isto quer dizer que demorei três dias a ler. Acreditem, eu estava demasiado viciada no livro. Houveram alturas que tive de me controlar e dizer a mim mesma: “Está tudo bem. Não precisas de ler agora.”. Estava ansiosa, porque na contra-capa dizia a seguinte frase: “Mas Noah também tem um segredo, que pode revelar a verdadeira identidade de Penny, e afastá-la do seu maior Amigo para sempre.”. Estava sempre à espera de entender à medida que ia lendo. NÃO FAZIA SENTIDO ISTO ACONTECER!

Fiquei com algumas dúvidas ao longo do livro, dúvidas suaves como Blogger, uma no caso: Como é que ela, com um ano de Blog, tinha tanto sucesso sem divulgar?!

Sou sincera, para mim, é a parte mais chatinha. Ela, simplesmente, escrevia o que tinha a escrever e desligava o computador. Assim, só. Ok, ela tinha de manter o anonimato e tal, MAS ela NUNCA divulgava. Se eu não divulgo um dia, perco um terço das visualizações. É sério. Qual é o truque? Mais uma coisa: Ela raramente respondia.

 

Resultado de imagem para Zoella

 

Podem dizer que é ficção como a Francisca sempre me diz, mas como Blogger gostaria tanto de passar à frente a parte CHATA da divulgação. Não durante muito tempo, claro. Talvez, quem sabe, para sempre!

Eu achava que iria ser uma história da adolescente, mas tornou-se tão viciante!

Ela apaixonou-se rápido, mas gradualmente, entendem? Não foi do género do Crepúsculo que ele diz olá e ela responde que o ama. NADA DISSO! Sim, eu li o Crepúsculo. Um livro e meio para ser exacta. Como haveria de saber que não gosto sem o ler? Bem, o Cinquenta tons de cinza bastou ler a contra-capa para fugir a sete pés.

 

Imagem relacionada

 

O que me prendeu mais foi não acreditar que o que estava escrito na contra-capa fosse capaz de acontecer. Dava vontade de descobrir mais e mais e mais e mais. NÃO, ELES NÃO PODEM QUEBRAR AQUELA MAGIA!

Claro que os livros têm de ter uma reviravolta, mas EU NÃO QUERIA ESSA REVIRA VOLTA! Eu cheguei a pensar que ele estivesse Noivo. Eu só pensei “Pois, na vida real também é assim. Até os mais queridos, no fundo são uns parvos.”.  Todavia, contudo e por ai, a magia prendeu-me do início ao fim. Eu identifiquei-me com a Penny e pensava sempre no que poderia acontecer a seguir, sempre que, com tristeza, fechava o livro. O quê que a destrambelhada da Miss L faria a seguir? Pois bem, voltaria ao café e comeria a lasanha prometida. Pessoal, comida é comida. Ele falou de lasanha (uma das minhas comidas favoritas) e depois vêm umas almôndegas. É brincar comigo! EU QUERO A LASANHA!

Gostei dos conselhos do Noah para relaxar em momentos críticos. Antes que esqueça, meu querido povo Brasileiro. ai nesse lindo País é a Garota Online. Numa parte, fez-me lembrar Desculpa, mas quero casar contigo dum dos meus escritores favoritos, Federico Musso. Pois, achava que ia acontecer exactamente o mesmo. MAS NÃO. Pode-se ter inspirado? Pode-se ter inspirado.

 

Resultado de imagem para Zoella

 

No final, quase chorei. Estou de TPM? É provável. Francisca, deixa ser a minha desculpa principal. A Caroline disse que a capa era gira.

Noah queria sair do seu Mundo Real e a Penny também. Ela nunca lhe falou do vídeo viral e a ele nunca lhe falou quem realmente era. Há tanto para escrever, MAS eu não sou de spoiler. Estive a pesquisar e há mais dois livros. Estão a brincar comigo?! Ele faz abstinência da internet e eu de comprar e\ou receber livros. Sim, eu gostaria de saber mais sobre, mas não posso aumentar os meus livros.

Não faço a mínima qual vou ler a seguir, mas saberemos em breve.

Beijinhos