Resenha

RESENHA DO LIVRO || A BUNDA – A BASE DO SER

Olá Nossos Devanienses (E Todas As Bases Do Ser )!

 

Gostaria de agrader à Chiado Editora pela grande oportunidade de ler este livro. Acho que agora estou na fase deste género de livros.  Podem usufriu desta leitura ou dar este prazer a alguém que gostem por apenas treze euros. Através deste link.

Juro-vos de paixão, é maravilhoso! Faz rir, mas o autor mostra sempre o seu ponto de vista. Não precisa de concordar, só absorver uma leitura descontraída e rir. Porque é para isso que o livro serve. Descontrair e rir. Pelo menos, é o meu ponto de visto durante a leitura e após terminar.

Ninguém nega que os brasileiros são bastante engraçados. Têm bastante humor negro a ser explorado. Eles brincam com tudo. Talvez para não sentirem tanto o ado mau das coisas.

 

 

Estas partes do livro são bastante engraçadas e dão um leveza própria à leitura. A Mãe diz e o desenho da Mãe é uma bunda. Tem a ver com o livro e tem humor. “Trate de você com respeito. Assim os outros te respeitam. Se não respeitarem, seja superior… fique por cima, mas não suje o calçado!!!”. Sem dúvida uma lição importante dita com leveza.

Só vai aprender com ela (a lição) quem quer. Estamos em pleno século XXI, só aprende todos os dias quem realmente quer. Quem quer estagnar, estagniza e ponto.

O livro fala também das venenosas que apontam o defeito a todos e sempre os mesmos defeitos para todos. Temos de estar atentos a este ponto. Por vezes, queremos ver o bem nas pessoas, gostamos dela, e a realidade está à frente dos nossos olhos. Já passei por isto… Acreditem, só traz consequências para quem acredita. Fujam dos embustes.

 

“Por detrás duma pessoa feliz, feliz está a sua bunda a apoiar!”.  Pode não parecer, mas eu considerei uma frase muito profunda. Do ponto de vista que se nós estamos bem e felizes, o nosso corpo vai reagir de forma positiva. É natural.

Os pés e o rabo são as partes do corpo que mais nos apoiam durante toda a vida. De pé, sentado, deitado de barriga para cima. Estão lá por nós. Se eles estiverem desconfortáveis, nós também estaremos e vice-versa.

Nós estamos em harmonia constante com o nosso corpo. Isso é bom. Devemos ouvir a nossa bunda. O nosso coração. Os nossos pés. As nossas pernas. A nossa cabeça. Todos eles nos enviam sinais. Ás vezes, nós “desaprendemos” de “ouvir” esses mesmos sinais. Sejas pela agitação do dia-a-dia. Seja pelo motivo que for.

Adorei bastante o livro. Recomendo.

Beijinhos

 

 

 

 

 

 

 

Expectativa

EXPECTATIVA DO LIVRO || BUNDA – A BASE DO SER

Olá Nossos Devanienses ( E Bunda )!

 

 

Sem dúvida alguma que achei muita piada ao título. É título vendável, não o podemos negar. Gostaria de agradecer à Chiado Editora a oportunidade de ler este livro.

Não conhecia o autor. Afirma ser de São Paulo e morador em Braga. Veio para Portugal em pequeno. Fisioterapeuta e escritor de profissão.

É um livro que tem todos os ingredientes para tirar o leitor da sua zona de conforto. Não é para levar a sério. Como levar a sério um livro cuja a palavra “bunda” está na capa? Não dá. Logo, ele serve mesmo para rir.

Ele não tem nenhuma solução para nos dar. Tavez a solução seja rir, mesmo. Veremos o que nos espera.

Beijinhos