Expectativa

EXPECTATIVA DO FILME || NÃO É TÃO ROMÂNTICO

Olá Nossos Devanienses!

 

Megarrromântico - Filme 2019 - AdoroCinema

 

Parece cliché. Querida Netflix traz, por gentileza, filmes de terror ou thrailler. Grata. Querida…

É um filme de dois mil e dezanove, ou seja, do ano passado e continua a parecer um cliché romântico. São todos, não são?

Desde criança criada por uma Mãe super simpática que refere que ambas não são a Júlia Roberts. Que querida. Tão querida como a Netflix! Gosto da Natally, ela considera os filmes românticos ruins e mentirosos. Ela bate com a cabeça e de repente tudo fica belo. É isto mesmo? Produção confirma? A vida dela torna-se o seu pior pesadelo: Uma comédia romântica. Que bonito! E tem cortes. Uma vida com cortes. Pode ser divertido. Veremos.

Beijinhos

Expectativa

EXPECTATIVA DO LIVRO || O MUNDO DE SOFIA

Olá Nossos Devanienses!

 

Ver a imagem de origem

 

Produção tragam, por gentileza, os CheeseBurgers da Francisca e uma Fanta de laranja para mim.

Este livro tem tantas capas, que eu não sei porquê que eu tenho a que considero a mais feia. Muito feia mesmo a capa. Só juntei para a escolha do Projecto do Choose For Me, porque uma menina disse que era bom. Caso contrário, estaria de lado até agora. Vou confirmar. É verdade, Francisca, os olhos também comem.

 

Ver a imagem de origem

 

Que capa mais sem graça- Uma menina Booktuber disse e muito bem que uma capa feia é menos vendável. Eu não ia ler este livro tão cedo se não me recomendassem. Nem sei porquê que o tinha.

Não sei se se poderá considerar um Clássico, visto que é de mil novecentos e noventa e cinco.

Fala de Filosofia que é um tema que gosto muito.

 

Ver a imagem de origem

 

Vamos ver a sinopse:

O Mundo de Sofia é um desses inexplicáveis sucessos que têm gerado uma contagiante adesão por parte dos leitores, entre os quais se contam muitos jovens. Mas não só. Tornou-se de imediato um bestseller em muitos países: está traduzido em mais de cinquenta línguas. Esta intrigante aventura filosófica, que põe em cena um professor de filosofia e uma jovem de catorze anos, percorre a história do pensamento ocidental, sem excluir alguns dos seus mitos e lendas e fazendo breves incursões pelas filosofias orientais. O tema central está estreitamente ligado à construção do universo romanesco que se duplica misteriosamente pela intervenção de outros dois personagens, apresentando-se ele próprio como um enigma. As misteriosas interrogações dirigidas a Sofia: «Quem és tu?» e «De onde vem o mundo?» são aqui emblemáticas da atitude de espanto de alguém, como Gaarder, para quem a existência é um coelho branco que o ilusionista tira ludicamente da cartola.

 

Ver a imagem de origem

 

Não sei porquê, mas faz-me lembrar o “Diário de Sofia”. Talvez, eu devesse ter lido há dez anos atrás. Parecem perguntas de adolescentes: Quem sou eu?, De onde vem o Mundo?

Não tenho expectativa nenhuma em relação ao Mundo de Sofia. O que for, será.

Beijinhos

Expectativa

EXPECTATIVA DO FILME || HOLDING THE MAN

Olá Nossos Devanienses!

 

Holding the Man (2015) Legendado - Filmes LGBT Online

 

Um filme LGBTQ+ de dois mil e quinze. Sim, estou a ver alguns filmes desta categoria. A querida Netflix não tem novidades na categoria de terror, nem de thrailler. Não vamos parar o nosso trabalho por causa disso, nem os nossos objectivos.

Um Jogador de rudby. Um Actor.

Eu gosto de ti.

Eu também gosto de ti.

 

UM FILME POR DIA: HOLDING THE MAN

 

Uma sociedade machista, preconceituosa e incompreensível. Amor. Pode ter muito para ensinar se tocar nos pontos certo, o que parece por um lado. Só saberei quando o assistir. Porém, pelo parece é muito real. Parece centrado numa época não muito recente, por causa dos penteados.

Estou ansiosa por ver, sem dúvida. Espero não assistir a muito preconceito, mas… humanos são humanos.

Beijinhos

Expectativa

EXPECTATIVA DO LIVRO || DEXTER – NA SOMBRA

Olá Nossos Devanienses!

 

ClubedaPipoca: Netflix anuncia suspense criminal com astro de ...

 

Mais um presente adorável de aniversário. Dexter, o Sociopata preferido de todos os tempos. Talvez porque não é real. Porém, como ele só mata Assassinos em série, não constitui um perigo assim tão grande. A não ser, que sejamos um Assassino em série, não é mesmo?

A sinopse mostra-nos o seguinte:

Ao investigar um grotesco homicídio duplo, a voz na cabeça de Dexter Morgan, Técnico Forense da Polícia de Miami e Assassino de Serial Killers, desaparece inexplicavelmente. A cena do crime, brutalmente violenta, deixa Dexter perturbado e, na sequência de mais homicídios, em circunstâncias indênticas, Dexter apercebe-se de que a força por detrás destes crimes é ainda mais poderosa que aquela que o guia.

Dexter acabará por ver-se forçado a enfrentar a sua própria vida mais também aquilo que realmente é.

 

Michael C. Hall fala sobre um possível revival de Dexter

 

Quem é Dexter sem o Passageiro das Trevas? Será um simples humano como os outros, tudo que ele não quer ser?

Será frágil? Será fraco?

Acabou o assassinato de Assassinos em série? Será algo de positivo? Ninguém tem o direito de tirar a vida a ninguém, mas Dexter só mata outros Assassinos em série. É uma coisa complicado de ter um lado certo. É errado sim, mas sim os Assassinos em série que são mortos deixam de matar e ser um perigo.

Vou gostar, essa certeza eu tenho.

Beijinhos

 

Expectativa

EXPECTATIVA DO FILME || SEIS ANOS

Olá Nossos Devanienses!

 

Resenha: '6 anos'

 

Um filme de dois mil e quinze que tem como portagonista Taissa Farmiga. Sim, Francisca, e não “Formiga” como eu escrevi nos apontamentos. E é “só” uma das protagonistas da miha série favorita, The American Horror Story. Daí eu o teu escolhido.

Dois adolescentes. Seis anos entre adolescentes é raro e eles são o centro dos Amigos por causa disso. O futuro impõe-se à frente deles com choros e testes.

Eles discutem de forma pouco educada. Já sei, estão a corrigir-se. Só é errado se houver um morte. Já sei, já sei. Esperem, isso é no caso das crianças, acho que não abrange os Namorados. Por favor, bater é bater. Parem com as desculpas para tal.

 

6 Years Trailer Oficial Legendado - YouTube

 

Acho que é mais um filme com adolescentes sendo adolescentes. Controversos. Explosivos. “Esquece-o.”, aconselha uma Amiga. É melhor do que agredir. É melhor do que a violência. É melhor do que bater. Ponto. Bater não. Bater é errado.

Vamos combinar que não está certo? Estamos em pleno século vinte e um e não no quinze. Temos de evoluir ali a parte da mentalidade. Não vai afirmar que se não bateres no teu Namorado, ele vai bater em ti, pois não? Guarda essas desculpas para ti e não as verbalizes.

Beijinhos

Expectativa

EXPECTATIVA DO LIVRO || DEXTER – UM PESADELO RAIADO DE NEGRO

Olá Nossos Devanienses!

 

Querido, Querido Dexter” | Rafinha e a 7ª Arte

 

Um dos meus presentes de aniversário foi este livro e estava ansioso por lê-lo.Por escrever sobre ele para vocês também. Adoro a série, apesar de só ter visto episódios soltos, na RTP 2, eu acho. Mas sempre achei uma série bastante boa. Logo, esta prenda foi maravilhosa.

A sinopse mostra-nos o seguinte:

Dexter Morgan é técnico dos serviços médico-legais da polícia de Miami e um trabalhador exemplar: conscencioso, eficaz e perfeccionista…. Mas Dexter, o imperturbável, tem o seu próprio grande problema, sendo um cidadão acima de qualquer suspeita, é um assassino. Dada a sua rectidão não mata qualquer um, limita-se a desembaraçar este mundo das pessoas que o tornam um lugar desagradável para viver. Dexter justiceiro por conta própria torna-se o assassino de serial killers.

 

Dexter: Um pesadelo raiado de negro, Jeff Lindsay | ORGIA literária

 

Um Serial Killer de Serial Killers, não é mau. É melhor do que matar à toa. É o Robin Wood. Faz lembrar a anime Death Note. A diferença é que um usa um caderno e o outro as próprias mãos. Ambos são bons: a série e o anime ( os filmes da anime não o são).

The Denver Post menciona que é uma lufada de ar fresco que arrasa com todas as convenções do romance policial.

Nunca tinha ouvido falar dos livros, mas parece-me interessante, visto que, normalmente, os mesmo são mais profundos do que as séries e filmes dos quais dão origem.

Tem tudo para eu gostar.

Beijinhos

 

 

Expectativa

EXPECTATIVA DO LIVRO || HANDSOME DEVIL

Olá Nossos Devanienses!

 

Handsome Devil - Malek Marques - Medium

É um filme LGBTQ+ de dois mil e dezasseis. Parece fofo e o ruivo parece o Klébio Damas do canal Mundo Paralelo.

Ele foi para o Colégio onde são obcecados por desporto, no caso, rugby. Para a maioria é o mais importante que existe no mundo.

Há uma barreira, no próprio quarto, que o separa dum Jogador de rugby. Dois “mundos” o separam. Vale a pena ir mais longe, num mundo onde só pensam em rugby?

 

Handsome Devil» por André Gonçalves - C7nema

 

É um sítio, ao que parece, que as pessoas são excluídas por causa do rugby. Por causa da porcaria do rugby. E depois ele tocam juntos e há quem não goste. Não se pode ser de mundos diferentes que colocam sempre defeitos.

A sociedade é assim.

Esperemos que seja bom.

Beijinhos

 

 

Expectativa

EXPECTATIVA DO LIVRO || UM BOM DIA PARA MORRER

Olá Nossos Devanienses!

 

Interview | Simon Kernick

 

Este foi um dos livros que recebi no meu aniversário. Nunca li nada de Simon Kernick, que me lembro. Tem um boneco de budoo na capa. Sinistro, eu sei, arrepiante, mas, ao mesmo tempo, macabro. Parece bom. Pelo menos, pela capa é apelativo.

A sinopse mostra-nos o seguinte:

Assim que soube do brutal homicídio do seu amigo e antigo colega, o ex-polícia Dennis Milne, que regressa depois do sucesso de Contas à Morte, decide que tem de vingar a sua morte e volta à sua cidade natal para fazer justiça. Das praias paradisíacas das Filipinas às principais ruas de Londres, uma caça pela justiça transforma-se numa batalha sangrenta pela sobrevivência. Quando Dennis Milne – agora a viver com uma falsa identidade nas Filipinas – descobre que Asif Malik, o seu amigo e antigo colega nas forças policiais, foi brutalmente assassinado num restaurante, decide regressar à sua cidade natal para iniciar uma verdadeira caçada ao responsável pela sua morte. Recebido por um clima frio e hostil. Milne chega a Londres e tropeça logo em informações que poderão ajudar a deslindar a terrível execução do seu amigo. Sedento de justiça e determinado a impor a sua própria visão de justiça, Milne tem consciência de que já não é um polícia e que, por isso, já não tem de se preocupar em seguir as linhas rectas da lei. Mas, apesar de os seus colegas não saberem que ele regressou, Milne não tardará a descobrir que há muitas outras pessoas que sabem e que farão tudo para o tirarem do caminho…

 

PORList of Simon Kernick Books in Order

 

Uma pessoa volta à Terra-Natal, onde é procurado, para vingar a morte dum Amigo? Isso existe? É bastante arriscado, principalmente, em Londres. É uma amizade a sério, sem dúvida. Arriscar a própria liberdade por causa de outra pessoa. Não é muito comum, mas pode acontecer.

Parece um estória interessante e arriscada. Parece bom. A capa foi aprovada. O género também. Espero que estória vá pelo mesmo caminho. Se não for, eu aviso-vos, na maior das sinceridades. Mas pela sinopse parece bom. O problema, às vezes, é a maneira como é mostrado. PORÉM, quem é que se arriscaria tanto, mesmo em livro? Deve haver outro motivo disfarçado.

Beijinhos

Expectativa

EXPECTATIVA DO FILME || LOVESONG

Olá Nossos Devanienses!

 

Lovesong filme - Veja onde assistir online

 

Uma mulher e uma criança. As dúvidas de Mãe. Há uma Amiga. Desabafos. Divertem-se.

Um casamento. Lágrimas. Uma despedida de Solteira. Normalente, se o filme não fizer rir, nesta parte tem de fazer.

Porquê “Love Song” que traduzido à letra é “Canção de Amor”? Uma delas é Cantora? Cliché…

 

Lovesong - YouTube

 

Temos saudades dos filmes de terror e de traillers. Netflix, por gentileza, coloca na tua linda plataforma. Espero que não tenha romance a mais. É só isso que eu espero. Só espero.

Beijinhos

Expectativa

EXPECTATIVA DO LIVRO || DIZ-LHE QUE NÃO

Olá Nossos Devanienses!

 

Livro "Diz-lhe Que Não" Helena Magalhães

 

Helena Magalhães. Ouvi falar do excelente trabalho dela através do Instagram. As minhas Colegas Bloggers não se fartavam de escrever sobre “Raparigas como Nós” e de tirar mil e uma fotografias. Falem-me de livros que eu fico logo curiosa. Livros. Livros. Livros na minha mente. Sou viciada e não lemento. A minha escrita agradece.

Super simpática e querida.

Neste aniversário recebi este livro e fiquei encantado, pois era um meio de conhecer o trabalho de Helena Magalhães por mim. Há quem goste de Crepúsculo e eu não. É nesse sentido.

 

Diz-lhe que não, Helena Magalhães - SAY HELLO TO MY BOOKS

 

A sinopse oferece-nos o seguinte:

«Conheço muitas mulheres que escolhem ficar em relações de bosta porque é muito mais fácil viver assim do que enfrentar o mundo sozinhas. Do que terem de continuar a procurar. Talvez essas relações só sejam de bosta aos meus olhos. Talvez, para elas, sejam exactamente aquilo que procuram. Mas eu não nasci para isso. Nasci para amar (e ser amada) profundamente. Vou continuar a procurar, mesmo que continue a cair de cabeça no chão. Vou sempre dizer sim ao amor. Às borboletas no estômago. Às pernas a tremer. Quero viver todas as sensações que o amor me puder oferecer.

E nunca, nunca, nunca me vou contentar com menos do que isso. Neste livro cada Capítulo corresponde a uma história. Poderia dizer-vos que são ficcionais, mas não são. Se são 100% reais? Também não. Porque, por vezes, fantasiar um pouquinho aquilo que vivemos torna-nos mais felizes.» Helena acredita no amor, apesar das relações fast-food que muitas vezes sente na pele.

Enquanto homens como o Sem Cojones, o Flash, o Velho, o Poeta ou o Telecomunicações vão passando pela sua vida sem deixar nada para contar a não ser histórias caricatas e, por vezes, inverosímeis, Helena continua à procura sem se deixar cair na tentação de se acomodar. Ao seu lado as suas amigas Beatriz, Olívia e Laura também vivem relações marcadas pela traição ou pelo abandono, mas sempre com a ideia de que um dia o «Mr. Right» vai aparecer. A jornalista Helena Magalhães, num registo irónico e actual, apresenta-nos um livro que nos faz reflectir sobre as relações amorosas nos dias de hoje em que as redes sociais marcam o ritmo e as juras de amor são feitas por Whatsapp, os «amo-te» vêm em forma de fotografia pelo Instagram ou que os ex-namorados e as ex-namoradas dos ex-namorados convivem alegremente no Facebook, assistindo à nossa vida como se de uma novela se tratasse.

 

Diz-lhe Que Não" - Helena Magalhães - BrandiContent

 

Parece ser uma crítica à Sociedade que vale a pena ler, mas que quase ninguém está preparado para o tema em Portugal. Também pelo facto que quase ninguém lê. É triste. Não há milagres.

O século vinte e um é tão evoluido em tantos pontos e nada noutros. Hoje em dia, quase ninguém se apaixonada e como é que é possível com milhões de pessoas que nem sabem pontuar e escrevem nomes com minúscula? Não, não é fofo. É uma agonia. O que é “CTG”? Um partido? Contra Tudo da Gramática? Não digam que é uma abreviatura, pois ainda é pior. Não existem na Língua Portuguesa! Nos Países desenvolvidos os seus naturais têm orgulho de ler.

Espero risada, verdades e “amor”.

Beijinhos