Chernobly

CHERNOBLY || NORMATIVOS LEGAIS APLICADOS À ACTIVIDADE PROFISSIONAL

Olá Nossos Devanienses ( E Chernobly)!

 

Resultado de imagem para CHErnobyl

 

Eu estou a tirar o curso de Técnica de Segurança e Higiene no Trabalho e num dos módulos, Normativos Legais Aplicados à Actividade profissional, falamos sobre Chernobly. Achei o tema bastante interessante, ao mesmo nível da Segunda Guerra Mundial. Adorei ambos os temas.

Este acontecimento ocorreu no dia vinte e seis de Abril de mil novecentos e oitenta e seis, na antiga União Soviética. Isto aconteceu devido a duas pontos principais: uma falha fatal e instável que nem os Engenheiros sabiam e um dos Engenheiros anseia dominar a tecnologia. Ele simplesmente era fruto das ideias da época. Ele ignorava as regras, pois acreditava que o risco era pequeno. Era um teste de segurança que falhou ( que ironia).  Simplesmente, eles foram vitimas de negligência. As crianças foram as principais vitimas da radioactividade.

Infelizmente, há o perigo duma nova explosão a qualquer altura. Para minimizar isso, há pessoas no local para combater esse risco, podendo ter apenas turnos de quinze minutos.

 

Resultado de imagem para CHErnobyl

 

Houveram vítimas directas e indirectas desta explosão nuclear. Seguindo a Wikipédia ” desastre é o pior acidente nuclear da história em termos de custo e de mortes resultantes, além de ser um dos dois únicos classificados como um evento de nível 7 (classificação máxima) na Escala Internacional de Acidentes Nucleares (sendo o outro o Acidente nuclear de Fukushima I, no Japão, em 2011).”.

Sendo se diz no site da RTP “Ainda hoje subsistem dúvidas sobre as causas do acidente. Sabe-se o que aconteceu mas não porque aconteceu. Os relatórios e estudos sobre o acidente repartem as responsabilidades entre a concepção defeituosa do reactor, as condições deficientes em que o teste foi realizado e a falta de preparação técnica da equipa técnica da central.”.

Ainda hoje há pessoas afectadas indirectamente.

Tornou-se uma cidade fantasma.

As mulheres que estavam grávidas na altura foram orientadas para fazerem uma IGV (Interrupção da Gravidez Voluntária), porque corriam o risco de nascerem com problemas graves de deformação.

Fiquei bastante impressionada com este acontecimento. Não fazia a mínima ideia que isto tinha acontecido ( senti-me inculta, mas aprendi e resolvi aprofundar para vocês). Devido a isto, foi importante e urgente criar Legislações relativas à prevenção de acidentes graves. O regime de prevenção é o Decreto-Lei 150/2015, 5 de Agosto.

Beijinhos