Resenha

RESENHA DO FILME || NÃO É TÃO ROMÂNTICO

Olá Nossos Devanienses!

 

NÃO É TÃO ROMÂNTICO - (Trailer legendado Portugal - Netflix) - YouTube

 

Começa com uma frase muito “encorajadora”: “Alguém vai casar contigo só para ganhar um visto.”. Isto disto por alguém que deveria ser Mãe. É preciso saber sê-lo. Não vale a pena estragar o psicólogico duma criança. Antes de abrirem a boca à frente da criança, procurem um Psicólogo. Não têm de quê.

O filme é totalmente divertido, cliché e fofo.

Ela entendeu a verdadeira mensagem… quase. Falta sempre o quase. “Ela disse sedutora?”. Não, ela não quer ser sedutora para ti, querido. Tão querido como a Netflix.

 

Não é Tão Romântico, Netflix | Filmes românticos, Liam hemsworth ...

 

Netflix, este filme é engraçado, como já escrevi, mas não te esqueças dos filmes de terror e thrailler. Podes colocar que ninguém se queixa, a sério.

A imagem que deram do homem cliché é machista. “Não quero a minha mulher misturada com a classe operária. E tens de mudar de nome. Georgina.”. Vai bugiar, querido. Mas para longe. Bem longe. Deixar de trabalhar? Só depois de morta e obrigada! Georgina? Só depois de deixar de trabalhar. Sim? Estamos entendidos? Não? Paciência. Só vai bugiar longe.

E ele nem repara que ele nem é a Distribuidora de café. Pega e pronto. Irritante! Não é para o achares bonito e fofo. NÃO!

É bom para distrair num serão.

Beijinhos

Resenha

RESENHA DO LIVRO || O MUNDO DE SOFIA

Olá Nossos Devanienses!

 

Vivendo Sentimentos: O Mundo de Sofia: Romance da História da ...

 

Este livro foi abandonado algures no ano passado, em dois mil e dezanove. Não é que não tenha gostado dele, pois é bastante interessante. Porém, parecia que quanto mais lia, mais páginas tinha para ler. Parecia que o livro nunca mais acabava. Mas eu gostei dele. Mesmo assim, eu deixei de lado. Na página cento e cinquenta e quatro, para ser mais específica.

No passado dia trinta e um de Maio deste ano, decidi dar-lhe uma segunda oportunidade. Acima de tudo, era um livro interessante. Eu gosto muito do tema de Filosofia. Estava decidida a acaba-lo. Desse por onde desse. Poderia demorar o mês todo, mas eu ia ler aquelas malditas trezentas páginas que faltavam.

Não fazia sentido na minha cabeça, pelos seguintes motivos:

  • O tema é interessante,
  • As páginas são brancas,
  • As letras são boas de se ler.

Então, porquê?! Não sei.

 

sofia tinha um mundo. a filosofia, outro

 

Achei o livro muito divertido. O final foi excelente. Ri bastante com as personagens que foram aparecendo. É muito fofo. Adorei o livro e aconselho-o imenso.

Tem várias parte muito interessante. É recheado de momentos incríveis. Ficamos um pouco baralhados, mas é de propósito, o que torna tudo maravilhoso.

Pode ser lido por qualquer pessoa, talvez a partir dos treze anos, dependendo da mentalidade da mesma. Não tem palavrões, o que é bom. Eu, pessoalmente, não gosto, nem acho necessários. Há tantas palavras maravilhosas, mas esta é a minha visão.

Beijinhos

Expectativa

EXPECTATIVA DO FILME || NÃO É TÃO ROMÂNTICO

Olá Nossos Devanienses!

 

Megarrromântico - Filme 2019 - AdoroCinema

 

Parece cliché. Querida Netflix traz, por gentileza, filmes de terror ou thrailler. Grata. Querida…

É um filme de dois mil e dezanove, ou seja, do ano passado e continua a parecer um cliché romântico. São todos, não são?

Desde criança criada por uma Mãe super simpática que refere que ambas não são a Júlia Roberts. Que querida. Tão querida como a Netflix! Gosto da Natally, ela considera os filmes românticos ruins e mentirosos. Ela bate com a cabeça e de repente tudo fica belo. É isto mesmo? Produção confirma? A vida dela torna-se o seu pior pesadelo: Uma comédia romântica. Que bonito! E tem cortes. Uma vida com cortes. Pode ser divertido. Veremos.

Beijinhos

Expectativa

EXPECTATIVA DO LIVRO || O MUNDO DE SOFIA

Olá Nossos Devanienses!

 

Ver a imagem de origem

 

Produção tragam, por gentileza, os CheeseBurgers da Francisca e uma Fanta de laranja para mim.

Este livro tem tantas capas, que eu não sei porquê que eu tenho a que considero a mais feia. Muito feia mesmo a capa. Só juntei para a escolha do Projecto do Choose For Me, porque uma menina disse que era bom. Caso contrário, estaria de lado até agora. Vou confirmar. É verdade, Francisca, os olhos também comem.

 

Ver a imagem de origem

 

Que capa mais sem graça- Uma menina Booktuber disse e muito bem que uma capa feia é menos vendável. Eu não ia ler este livro tão cedo se não me recomendassem. Nem sei porquê que o tinha.

Não sei se se poderá considerar um Clássico, visto que é de mil novecentos e noventa e cinco.

Fala de Filosofia que é um tema que gosto muito.

 

Ver a imagem de origem

 

Vamos ver a sinopse:

O Mundo de Sofia é um desses inexplicáveis sucessos que têm gerado uma contagiante adesão por parte dos leitores, entre os quais se contam muitos jovens. Mas não só. Tornou-se de imediato um bestseller em muitos países: está traduzido em mais de cinquenta línguas. Esta intrigante aventura filosófica, que põe em cena um professor de filosofia e uma jovem de catorze anos, percorre a história do pensamento ocidental, sem excluir alguns dos seus mitos e lendas e fazendo breves incursões pelas filosofias orientais. O tema central está estreitamente ligado à construção do universo romanesco que se duplica misteriosamente pela intervenção de outros dois personagens, apresentando-se ele próprio como um enigma. As misteriosas interrogações dirigidas a Sofia: «Quem és tu?» e «De onde vem o mundo?» são aqui emblemáticas da atitude de espanto de alguém, como Gaarder, para quem a existência é um coelho branco que o ilusionista tira ludicamente da cartola.

 

Ver a imagem de origem

 

Não sei porquê, mas faz-me lembrar o “Diário de Sofia”. Talvez, eu devesse ter lido há dez anos atrás. Parecem perguntas de adolescentes: Quem sou eu?, De onde vem o Mundo?

Não tenho expectativa nenhuma em relação ao Mundo de Sofia. O que for, será.

Beijinhos

Resenha

RESENHA DO FILME || HOLDING THE MAN

Olá Nossos Devanienses!

 

Pin su FILMES, MOVIES, PELICULAS, FILM

 

Que filme maravilhoso e triste! Demasiado fofo. Real. Chorei, confesso. Estou de TPM, por isso é que isto aconteceu. Eu não choro. Tem uma mistura entre rudby e teatro. Pensei que esse é o ponto base. Enganou-me. Porém, tem uma linda peça de teatro do “Romeu e Julieta”. Sim, um dos protagonistas é Actor. Nunca focaram, eu acho, na profissão do outro.

“Se alguém se rir de ti é porque não tem coragem de o fazer.” Gostei da frase. Foi citada por um dos responsáveis duma das peças. É bastante engraçado e fofo. Já referi? Sim? Então, vou reforçar.

Mostra uma sociedade da década de setenta que acha que ser gay é uma vida muito triste e solitária. Era um amor proibido, pois o povo era muito preconceituoso. Agrediam-nos. Deve ser para “corrigir”. Mentalidade pequena.

 

UM FILME POR DIA: HOLDING THE MAN

 

“És mais do que a tua sexualidade.”. Frase dum Professor de Teatro. Adorei ouvir tanta verdade. É um filme triste. Muito triste.

O Actor afirma que o seu Marido é um abismo na dua vida. Achei mesmo fofo. Ele acabou de escrever a história da sua vida que deu origem a este filme dez dias antes de morrer. Achei muito amoroso. Muito querido. Deve ser visto, mas… é intenso.

Beijinhos

Resenha

RESENHA DO LIVRO || DEXTER – NA SOMBRA

Olá Nossos Devanienses!

 

Dexter na Sombra - Jeff Lindsay - Compra Livros na Fnac.pt

 

Li do dia vinte e seis de Maio até ao dia um de Junho. Vou ter de vos confessar uma coisa. Gosto de ser o mais transparente convosco possível. Sim, há limites. Esta leitura foi lenta, sim. Tem um motivo. Eu já tinha duas fotografias para colocar no Instagram no Dia da Criança: Os livros lidos em Maio.

Ambas as fotografias não tinham este livro e não tirei a mesma sozinha. Então, por este mesmo motivo, não acabei o livro mais cedo. Aqui trabalhamos com sinceridade. Pelo menos, um livro estará nos lidos de Junho, este. Nem tudo é mau.

 

Sombra Lunar na Netflix, data de estreia, sinopse e elenco

 

Infelizmente, só me deram estes dois livros do Dexter. Falta um terceiro: Querido, querido Dexter.

Juro, eu estava na página duzentos e pensava: Então é agora? Não era. Maravilhoso. Mais um livro encantador como eu esperava. Custou obrigar-me a parar de o ler para não o acabar tão rapidamente.

Foi estranho ler um Dexter quase humano, como ele próprio descreveu: Fraco, mole, lento e estúpido, cego, surdo e insensível, indefeso e atormentado. Sim, é esta a visão de Dexter quanto aos outros seres humanos. Aqueles que não têm uma Sombra. 

É um livro bem agitado. Estamos sempre com aquele pensamento se será naquele momento. Pronto, já chega, podes acordar, Dexter. Passaste no teste. Era o que dava vontande de dizer ao Dexter. Sim, eu adoro comunicar com os personagens. Eles fazem o que o Escritor quer, eu sei, mas sabe bem. Seja uma personagem oca ou não. Porém, contactar com personagem inteligentes como o Dexter é melhor. Mesmo assim, principalmente em filmes de terror, também não me importo de me exprimir: Sai dai, sua anta! Vai morrer. E morreu! Eu bem avisei! Morreu porque quis! Que jumento! Sim, sou muito simpática.

Beijinhos

Expectativa

EXPECTATIVA DO FILME || HOLDING THE MAN

Olá Nossos Devanienses!

 

Holding the Man (2015) Legendado - Filmes LGBT Online

 

Um filme LGBTQ+ de dois mil e quinze. Sim, estou a ver alguns filmes desta categoria. A querida Netflix não tem novidades na categoria de terror, nem de thrailler. Não vamos parar o nosso trabalho por causa disso, nem os nossos objectivos.

Um Jogador de rudby. Um Actor.

Eu gosto de ti.

Eu também gosto de ti.

 

UM FILME POR DIA: HOLDING THE MAN

 

Uma sociedade machista, preconceituosa e incompreensível. Amor. Pode ter muito para ensinar se tocar nos pontos certo, o que parece por um lado. Só saberei quando o assistir. Porém, pelo parece é muito real. Parece centrado numa época não muito recente, por causa dos penteados.

Estou ansiosa por ver, sem dúvida. Espero não assistir a muito preconceito, mas… humanos são humanos.

Beijinhos

Expectativa

EXPECTATIVA DO LIVRO || DEXTER – NA SOMBRA

Olá Nossos Devanienses!

 

ClubedaPipoca: Netflix anuncia suspense criminal com astro de ...

 

Mais um presente adorável de aniversário. Dexter, o Sociopata preferido de todos os tempos. Talvez porque não é real. Porém, como ele só mata Assassinos em série, não constitui um perigo assim tão grande. A não ser, que sejamos um Assassino em série, não é mesmo?

A sinopse mostra-nos o seguinte:

Ao investigar um grotesco homicídio duplo, a voz na cabeça de Dexter Morgan, Técnico Forense da Polícia de Miami e Assassino de Serial Killers, desaparece inexplicavelmente. A cena do crime, brutalmente violenta, deixa Dexter perturbado e, na sequência de mais homicídios, em circunstâncias indênticas, Dexter apercebe-se de que a força por detrás destes crimes é ainda mais poderosa que aquela que o guia.

Dexter acabará por ver-se forçado a enfrentar a sua própria vida mais também aquilo que realmente é.

 

Michael C. Hall fala sobre um possível revival de Dexter

 

Quem é Dexter sem o Passageiro das Trevas? Será um simples humano como os outros, tudo que ele não quer ser?

Será frágil? Será fraco?

Acabou o assassinato de Assassinos em série? Será algo de positivo? Ninguém tem o direito de tirar a vida a ninguém, mas Dexter só mata outros Assassinos em série. É uma coisa complicado de ter um lado certo. É errado sim, mas sim os Assassinos em série que são mortos deixam de matar e ser um perigo.

Vou gostar, essa certeza eu tenho.

Beijinhos

 

Resenha

RESENHA DO FILME || SEIS ANOS

Olá Nossos Devanienses!

 

6 Anos | FILME | Leitora Cretina

 

O filme é um pouco cliché. Sim, Francisca, um pouco. Não vamos escrever muito, pois as pessoas vão entender quando virem.

A querida protagonista sonha ter Filhos com o Namorado actual aos vinte e seis anos. Muito específico. Adolescente sendo adolescente. Eu também já fui assim. “Quero ter um Filho antes dos trinta. Quatro, dois casais.”. Somos todos sonhadores. Eu sei. Já sonhei casar, antes de ter noção dum mau exemplo directo. Actualmente não quero. Mas Filhos quero, pois a teria é bonito. Francisca, não te rias. Vamos passar adiante.

Porém, esse é o único ponto em comum.

 

11 filmes independentes para assistir na Netflix | Cine Mundo

 

O único problema e ponto deste casal é o seguinte: nos momentos críticos acaba sempre em agressões da parte dela e ele é que fica com as culpas.

É muito infantil. É parado. Eu fiquei do género “O que é isto?”. É bom passar o tempo e só. É muito dramático. Demasiado. Dá vontade de dizer: Acaba com ele e pronto. Não o perdoes. Não é perdoável.

Mas se ela o fizesse, não haveria filme, eu sei. Mas é demasiado adolescente. Não gostei muito, mas também não detestei. Meio-meio.

Beijinhos

Resenha

RESENHA DO LIVRO || DEXTER – UM PESADELO RAIADO DE NEGRO

Olá Nossos Devanienses!

 

Dexter - Um Pesadelo Raiado de Negro - Jeff Lindsay - Compra ...

 

ADOREI! Li do dia vinte e três de Maio ao vinte e cinco. Gostei ainda mais do “conceito” dele. Tentei entende-lo. Será possível? É o instinto dele, pelo que mostra. Claro que é mais “fácil” de entender quando é um livro, visto que não é real.

Isso de matar assassínos em série tem que se lhe diga. Ninguém tem o direito de tirar a vida a ninguém, isso é ponto acente. Porém, no caso, eram assassinos de crianças, e um dele admitiu que não estava arrependido. Dá que pensar.

Eu achava que a Rita era a Irmã dele. Afinal, era a Namorada.

 

Dexter | Assista online aos episódios no Globoplay

 

Dexter. Mostra como se começou a descobrir. Explica. Não toca num ponto e foge. Refere-se ao Pai e conta a história dessa referência. Isso torna o livro viciante. Queremos saber mais e mais: Quem é Dexter? Dexter tem um lado bom ou não?

Escusava de ter morto o cão. Uma coisa é o facto deles não serem dependentes, gostarem de estragar e sujar, outra é matar, mal-tratar e/ou comê-los. Quando matam animais, eu não gosto nada. Dexter tinha um bom “motivo”, sim. A Mãe está com cancro terminal e o cão não se cala, mas matar já é exagerado. Vamos impor limites, está bem? Matar animais, não. Bebés também não.

Dexter. Dexter. Dexter. Há uma frase que eu adorei “Todos dizemos piadas para disfarçar o nosso sofrimento.”. Sim, sofrimento, Dexter, eu sei.

Matar Prostitutas também é um grande cliché. Mas era um cliché limpo. Este é o livro que inspirou a série televisiva Dexter. 

Beijinhos