Expectativa

EXPECTATIVA DO LIVRO || DIZ-LHE QUE NÃO

Olá Nossos Devanienses!

 

Livro "Diz-lhe Que Não" Helena Magalhães

 

Helena Magalhães. Ouvi falar do excelente trabalho dela através do Instagram. As minhas Colegas Bloggers não se fartavam de escrever sobre “Raparigas como Nós” e de tirar mil e uma fotografias. Falem-me de livros que eu fico logo curiosa. Livros. Livros. Livros na minha mente. Sou viciada e não lemento. A minha escrita agradece.

Super simpática e querida.

Neste aniversário recebi este livro e fiquei encantado, pois era um meio de conhecer o trabalho de Helena Magalhães por mim. Há quem goste de Crepúsculo e eu não. É nesse sentido.

 

Diz-lhe que não, Helena Magalhães - SAY HELLO TO MY BOOKS

 

A sinopse oferece-nos o seguinte:

«Conheço muitas mulheres que escolhem ficar em relações de bosta porque é muito mais fácil viver assim do que enfrentar o mundo sozinhas. Do que terem de continuar a procurar. Talvez essas relações só sejam de bosta aos meus olhos. Talvez, para elas, sejam exactamente aquilo que procuram. Mas eu não nasci para isso. Nasci para amar (e ser amada) profundamente. Vou continuar a procurar, mesmo que continue a cair de cabeça no chão. Vou sempre dizer sim ao amor. Às borboletas no estômago. Às pernas a tremer. Quero viver todas as sensações que o amor me puder oferecer.

E nunca, nunca, nunca me vou contentar com menos do que isso. Neste livro cada Capítulo corresponde a uma história. Poderia dizer-vos que são ficcionais, mas não são. Se são 100% reais? Também não. Porque, por vezes, fantasiar um pouquinho aquilo que vivemos torna-nos mais felizes.» Helena acredita no amor, apesar das relações fast-food que muitas vezes sente na pele.

Enquanto homens como o Sem Cojones, o Flash, o Velho, o Poeta ou o Telecomunicações vão passando pela sua vida sem deixar nada para contar a não ser histórias caricatas e, por vezes, inverosímeis, Helena continua à procura sem se deixar cair na tentação de se acomodar. Ao seu lado as suas amigas Beatriz, Olívia e Laura também vivem relações marcadas pela traição ou pelo abandono, mas sempre com a ideia de que um dia o «Mr. Right» vai aparecer. A jornalista Helena Magalhães, num registo irónico e actual, apresenta-nos um livro que nos faz reflectir sobre as relações amorosas nos dias de hoje em que as redes sociais marcam o ritmo e as juras de amor são feitas por Whatsapp, os «amo-te» vêm em forma de fotografia pelo Instagram ou que os ex-namorados e as ex-namoradas dos ex-namorados convivem alegremente no Facebook, assistindo à nossa vida como se de uma novela se tratasse.

 

Diz-lhe Que Não" - Helena Magalhães - BrandiContent

 

Parece ser uma crítica à Sociedade que vale a pena ler, mas que quase ninguém está preparado para o tema em Portugal. Também pelo facto que quase ninguém lê. É triste. Não há milagres.

O século vinte e um é tão evoluido em tantos pontos e nada noutros. Hoje em dia, quase ninguém se apaixonada e como é que é possível com milhões de pessoas que nem sabem pontuar e escrevem nomes com minúscula? Não, não é fofo. É uma agonia. O que é “CTG”? Um partido? Contra Tudo da Gramática? Não digam que é uma abreviatura, pois ainda é pior. Não existem na Língua Portuguesa! Nos Países desenvolvidos os seus naturais têm orgulho de ler.

Espero risada, verdades e “amor”.

Beijinhos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *