Texto Pessoal

Texto Pessoal || Noite Fria

Olá Nossos Devanienses!

Venho partilhar convosco mais um texto meu.

A noite está fria, mas mesmo assim, nem para isso preciso de ti. És um inútil e um imbecil. Um imbeciloíde. Um pé rapado. A noite está fria, mas mesmo assim, não te vou chamar. A noite está fria, mas mesmo assim, tu não tens encanto. A noite está fria e assim vai continuar, pois assim é que tem o seu encanto. A noite está fria, menos fria do que o teu coração vagabundo. Repara, eu não coloquei a vírgula. Chamei de vagabundo ao teu coração e não a ti. Pois, tu não sabes que um simples vírgula faz toda a diferença. Tu não sabes. Eu acho-te burro? Fazes-me rir. Ouviste isso da minha boca? Não, pois não? Então, deixa-te estar no teu cantinho. A noite está fria. A noite está fria. A noite está fria. Pensavas mesmo que ias conseguir levar a tua mentira para a frente? Obrigada por me fazeres rir. Diz-me uma coisa, porquê que te matas-te depois de teres negado tudo e ela acreditado? A noite está fria e tu finalmente morte.

Beijinhos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *