Texto Pessoal

Texto Pessoal || Noite do Medo

Olá Nossos Devanienses!

Se há coisa que eu adoro é dividir textos pessoais com vocês.

 

A noite. A noite está escura. Porém o medo evapora-se. Que se lixe o medo. Respiro o teu medo. Medo do que já gostaste. Medo do que irias gostar se não passasse dum grande cobarde. Sim, tu és um grande cobarde. Não és mais do que isso. É tão bom sentir o teu medo. O teu medo que se torna compreensivel lentamente. Tu estás chateado. Que se dane. Tu e todo o mundo! Vai para bem longe de mim no final! Só no final. Vai. Vai. Vai.

Não és ninguém e vou-te pisar com prazer! É só para isso que serves. Vai para lá. Vai.Vai. Vai.

A noite dá-te mais medo. Mal dormes. Depois vens com ar de durão. Não cola. Não cola. Não cola.

A noite. A noite. A noite.

 

 

Beijinhos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *