Sociedade

Moram na Cidade || A Mentalidade na Aldeia

Olá Nossos Devanienses!

Há uns dias estava na paragem do autocarro (sim, eu apesar de ter carta de condução e carro, ando de autocarro) e por acaso ouvi uma conversa. Não foi bem por acaso, pois quem estava a “conversar” falava alto e bom som. Não poderei falar de acasos. Contou que um homem tinha morto a mulher e depois matou-se com a mesma arma. A tal mulher sofria de violência doméstica. Fez queixa várias vezes, mas o país é assim. A outra falou como se conhecesse bem a vítima com o típico ” Eu já sabia. Avisei-a tantas vezes!”. A pessoa falou “tanta vez”, mas preferia corrigir.

Foram-se as duas embora e a que estava sentada ao meu lado perguntou-me quem morreu com um ar muito natural. Disse que não sabia de nada. Virou-se para o lado e começou a falar “Sabe o que aconteceu? Um homem matou os pais e depois atirou-se para o comboio. Estavam a dizer agora.” . Eu nem sabia se haveria de rir ou chorar. Não tinha sido nada assim contado! E a outra pessoa disse “Pois foi. O Joaquim. Soube pelo jornal. Ele andou comigo na escola. Coitado, tinha problemas em casa. Batiam-lhe. Ele estava sempre a voltar para casa. Saia e voltava. Muito triste. Ele é dois anos mais velho do que eu.”. A outra disse ” É da idade da Lúcia. Ele estava amantizado com uma mulher, mas ela depois desapareceu. Cá para mim, também a matou.” A outra concorda de imediato, dizendo que agora que está morto não se pode fazer nada. A outra entreveio logo “Eu já sabia. Eu li na Biblia que isto ia acontecer. Os filhos a matarem os pais, uma desgraça. Agora que se matou, quem é que vai ao funeral dele?”.

Eu estava chocada. A história mudou em cinco minutos e falou como se fosse a primeira vez que um filho matava os pais ou vice-versa. É o Mundo em que estamos.

E as quatro pessoas falaram como se conhecem o caso. E porquê que não apresentaram queixa? É crime público.

Eu fico espantada com o que ouço e vejo, muito sinceramente.

Beijinhos

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *