Técnica de Higiene e Segurança no Trabalho

STRESS NO LOCAL DE TRABALHO || BOM E MAU

Olá Nossos Devanienses!

 

Relógio De Bolso, Tempo De, Areia, Tempo, Relógio

 

No curso que estou a tirar, Técnica de Higiene e Segurança no Trabalho, tenho a disciplina de Psicossociologia no Trabalho. A saúde mental é muito importante e todos devemos estar atentos. Há dois tipos de stress:

  • O bom que dá adrenalina,
  • O mau é o que bloqueia.

Depende do modo como reagimos e como avaliamos a situação. Há o stress físico e o psicológico. Há três coisas que ajudam a gerir o stress:

  • Auto-confiança,
  • Adaptação,
  • Actualização.

 

Mulher, Face, Assédio Moral, Stress, Vergonha

 

Precisamos dum stress quanto baste na nossa vida exactamente como os barcos precisam de vento. Por outras palavras, se houver muito vento (stress) o barco (pessoa) derruba. Entendem a analogia?

Sempre houve stress no trabalho, pois o trabalho faz parte da nossa vida, mas antigamente (quando as pessoas eram menos actualizadas e informadas) era visto como fraqueza. Temos de estar atentos a estes factores:

  • as queixas dos Trabalhadores;
  • as disfunções, ou seja, viver exclusivamente para o trabalho;
  • sentir-se subcarregado, ou seja, com pressão;
  • a negatividade;
  • os sintomas desumanos, ou seja, ser agressivo com os outros, por exemplo.

 

Livros, Mulher, Menina, Estudo, Aprenda, Stress

 

Há vários factores stressantes, tais como:

  • o ambiente físico, isto é, o ruído, o calor, o frio;
  • a individualidade, isto é, não poder levar trabalho para casa, uma ausência de controlo;
  • sociais, isto é, a gestão do tempo, o ambiente. Um exemplo disso são os Chefes que gritam;
  • o trabalho em si, isto é, o papel do Trabalhador, o excesso de trabalho e a má organização.

Há quatro consequências:

  • corporais,
  • mentais,
  • emocionais,
  • comportamentais.

O bom stress é chamado de eustress.

Beijinhos

Técnica de Higiene e Segurança no Trabalho

BURNOUT || A DOENÇA DO SÉCULO

Olá Nossos Devanienses!

 

Menina, Mulher, Pressão Para Executar, Aprenda, Livro

 

No curso de Técnica de Higiene e Segurança no Trabalho, mais precisamente na disciplina de Psicossociologia no Trabalho aprendi um termo novo: Burnout. Desconhecia de todo esse termo. Estou nas aulas para aprender, não é mesmo? Aprende todos os dias quem quer. Aprender e depois partilhar convosco.

O burnout significa arder tudo como um fósforo. É um esgotamento. Afecta a vida pessoal e profissional. Torna-se agressivo e desumano. Há vários factores que facilitam esta doença, dois deles são:

  • a personalidade;
  • o trabalho em si.

 

Burnout, Correspondência, Queimadas, Doença, Fogo

 

Sim, a personalidade. Se somos excessivamente perfeccionistas é um sinal de baixa auto-estima. Uma necessidade enorme de agradar os outros. Isso esgota-nos. Mata a nossa saúde mental. Não descuidam a saúde mental.

Mais importante do que isto tudo é analisarem este site onde mostra os sinais que devemos estar atentos:

  • Sente pressão excessiva por parte das chefias
  • Tem dificuldade em executar as tarefas solicitadas
  • Tem uma carga horária excessiva
  • Tem mau ambiente social entre colegas e chefias
  • Sofre de violência psicológica e física no local de trabalho
  • Falta ao trabalho regularmente
  • Chega constantemente atrasado ao trabalho
  • Sai mais cedo do trabalho regularmente
  • Não tem vontade de ir trabalhar

 

Burnout, Assédio Moral, Jogos, Fogo, Chama, Queimar

 

Também tem lá as causas, os sintomas e o tratamento.

Vou transcrever também os sintomas:

  • Sensação de cansaço constante
  • Alterações de apetite
  • Desmotivação e apatia
  • Alteração do sono
  • Fragilidade do sistema imunitário
  • Dores de cabeça, lombares e musculares
  • Sentimentos de inutilidade
  • Sentimento de fracasso
  • Isolamento social
  • Baixa produtividade
  • Diminuição do sentimento de realização profissional

Beijinhos

Técnica de Higiene e Segurança no Trabalho

ERRO HUMANO || CONTEXTO DE TRABALHO

Olá Nossos Devanienses!

 

Face, Vazio, Mulher, Esperar, Tempo De Espera

 

O que mais influência o erro humano é a facilidade com que muitas pessoas despacham as coisas que executem. O erro humano, por outras palavras, é uma falha numa sequência de acção. Pode ser devido a tarefas não planeadas ou planos inadequados. Se virmos pelo lado positivo, o erro humano serve para melhorarmos, para aprender.

O erro humano é a maior preocupação dos Gestores e dos Recursos Humanos. O erro humano tem três consequências:

  • perdas a vários níveis;
  • prejuízos a vários níveis;
  • perdas invisíveis, ou seja, aquelas perdas como o tempo gasto na recuperação.

 

Homem, Face, Expressão Facial, Corpo, Nu, Humanos

 

 

Na velha visão, visão do passado, o erro humano é a causa dos acidentes. Na nova visão, o erro humano é o sintoma de problemas profundos. Procura-se saber a origem e saber interpretar. Isto das visões é uma interpretação de Dekker.

Segundo a Classificação Reason de mil novecentos e noventa, há dois tipos de actos inseguros:

  • intencionais,
  • não intencionais.

A primeira é uma transgressão, facilitismo. O segundo está relacionado com a maior parte dos acidentes e divide-se em falha e esta é de atenção e em lapso e este é de falha de memória. Ou seja, a falha seria por não estar atento e o lapso seria de ter-se esquecido-

 

Área De Trabalho, Laptop, Artesanato, Natureza Morta

 

No contexto do trabalho, o erro humano é mais provável quando alguém não está presente de corpo e alma, ou seja, está a fazer frete. Está lá só pelo dinheiro. Não procura outros ganhos para além do dinheiro. Está lá ansioso que chegue a hora de sair.

As causas do erro humano são:

  • a falta de capacidade,
  • a ausência de conhecimento,
  • a comunicação,
  • a ergonomia inadequada,
  • a falta de aptidão física e/ou mental,
  • a falta de motivação,
  • a falta de memória,
  • a condição “psíquica” do ser humano.

 

Esquizofrenia, Psicologia, Mulher, Face, Olhos, Psique

 

No contexto de trabalho, o erro humano tem as seguintes consequências, mais detalhadamente:

  • acidente,
  • incapacidade permanente,
  • doença profissional,
  • perda de clientes,
  • má imagem da empresa,
  • falta de motivação.

Inscreva Se, Desculpe, Personagem, Figura, Silhueta

 

As medidas preventivas para evitar o erro humano são:

  • formação de prevenção;
  • registar e contabilizar o erro e dos custos invisíveis;
  • investir no desenvolvimento do ser humano (eliminar a causa);
  • programa de qualidade,
  • implantar a gestão,
  • rever o posto de trabalho,
  • analisar perspectivas,
  • gerir conflitos,
  • evitar vícios antigos.

Esta matéria foi dada na aula de Psicossociologia, no curso que estou a tirar de Técnica de Higiene e Segurança no Trabalho.

Beijinhos

 

 

 

Técnica de Higiene e Segurança no Trabalho

PROCRASTINAR || SABES O QUE É?

Olá Nossos Devanienses!

 

Sinal, Direção, Agora, Depois, Embaraçado, Adiar

 

Um aparte: Já nos seguem no Instagram? Sigam-nos lá! Claro, se for para seguir e depois deixar de seguir, não vale a pena. Caso vocês não saibam, eu só tenho o Instagram do Blog. Neste trabalho, os números contam. Respeitem, se for para seguir e depois deixar, está quieto.

Sabes o que é procrastinar? Sim, Francisca, aprendi em Psicossologia do Trabalho. É algo que dá resultado ao stress. Significa adiar tarefas. É a consequência da falta de organização e faz perder a produtividade. Dá resultado ao desgaste mental e faz com se evite a tarefa.

Onde gastamos o tempo?

  • problemas inesperados;
  • telefone sempre a tocar;
  • falta de recurso humanos (pessoal);
  • mobiliário inadequado;
  • falta de informação;

 

Calendário, Indecisão, Talvez, Possivelmente, Dúvida

 

  • falta de equipamento;
  • atrasos;
  • dificuldade em priorizar;
  • incapacidade de dizer “não” (Com justificação. Há quem uso o “sim” para despachar a pessoa);
  • qualidade/quantidade de reuniões;
  • adiar tarefas;
  • perfeccionismo;
  • sobrecarga de informação;
  • desarrumação:
  • não planeamento.

 

Bulbo, Gráfico De Negócios

 

Como recuperar o tempo?

  • aprender a dizer “não”;
  • organizar o espaço de trabalho;
  • planear o dia-a-dia do trabalho e o pessoal;
  • antever problemas (arranjar um tempo extra);
  • aprender a delegar tarefas;
  • controlar as interrupções;
  • ter reuniões curtas e eficazes;
  • definir objectivos reais.

 

Sinal, Direção, Distância, Junção, Agora, Depois

 

Existe o Código SMART que ajuda muito:

S – específico

M – mensuráveis

A – atingíveis

R – realistas

T – Temporizáveis

Para evitares a procrastinação deves responder às perguntas seguintes sobre o teu objectivo:

O quê?

Onde?

Quando?

Procrastinar é alivio imediato, mas a longo prazo prejudica muito e dá, como resultado, o stress. Esse stress pode ser bom ou não, dependendo de como lidares com ele.

Beijinhos

 

 

 

 

Técnica de Higiene e Segurança no Trabalho

TIPO DE LÍDERES || LOCAL DE TRABALHO

Olá Nossos Devanienses!

 

Resultado de imagem para lideres no trabalho

 

No curso de Técnica de Higiene e Segurança no Trabalho tenho a disciplina de Psicossociologia no Trabalho. Numa das aulas falamos dos tipos de líderes que podem existir num local de trabalho. Há quatro tipo:

  • Autocrático,
  • Paternalista,
  • Liberal,
  • Democrata.

Comecemos a explicar o primeiro ponto: Autocrático.

 

Resultado de imagem para líder autocratico

 

O principal objectivo é tornar os Funcionários robots. Não ouve ninguém. É ele quem manda e ponto final. O clima é hostil e não há iniciativa da parte dos colaboradores envolventes. Ali a sua opinião não conta, não vale a pena perder tempo. Não há motivação, nem ajuda.

 

Paternalista

 

Resultado de imagem para líder paternalista

 

É o chamado “Papá de todos”. É chato nas suas preocupações, pode-se dizer obcecado. Importa-se com o que os outros pensam. Evita os problemas. É passivo. Faz de tudo para todos se darem bem. Não toma partidos.

 

Liberal

 

Resultado de imagem para líder liberal

 

Basicamente, não quer saber. Todos fazem o que querem. É um líder passivo. A produtividade é baixa. É aquele tipo de líder que fala mais da vida pessoal. O trabalho é secundário. Ninguém quer saber do líder para nada. Tudo é feito sem o conhecimento dele.

 

Democrata

 

Resultado de imagem para líder democrático

 

O melhor tipo de líder, o ideal. Ele estabelece metas realistas. Faz perguntas. É mediador, um coordenador tal como um Professor. É assertivo. Tem laços de amizade com os seus Colaboradores de forma cordeal e espontânea. Tem espírito de equipa.

Beijinhos

Técnica de Higiene e Segurança no Trabalho

FRUSTRAÇÃO || O MUNDO DO TRABALHO

Olá Nossos Devanienses!

 

Mulher, Burnout, Multitarefa, Face, Contorno, Em Branco

 

Como já escrevi anteriormente, estou no curso de Técnica de Higiene e Segurança no Trabalho e uma das disciplinas que tenho é Psicossociologia no Trabalho. Nessa aula, falamos de frustração.

“A frustração anda associada à motivação.”, conforme nos disse a Formadora. A consequência é o bloqueio da satisfação.

Há vários tipo de respostas que dependem das frustrações anteriores:

  • Agressividade. Um exemplo disso é a chantagem emocional. Também existe a agressividade passiva, dela é exemplo o choro de raiva;
  • Compensação. Tira partido da situação, ou seja, vê o lado positivo;
  • Fuga;
  • Projecção. Projecta as culpas para outra pessoa. É um mecanismo de defesa. Diz que o outro sente o que ele sente. Vamos ver um exemplo: A pessoa diz “Ele não gosta de mim.”, mas a verdade é “Eu não gosto dele.”;
  • Racionalização. Não assume a culpa e inventa desculpas;
  • Regressão. A negação;
  • Resignação. Uma falsa aceitação. Não aceita de forma aberta, ou seja, mostra que está bem, mas por dentro está destruído;
  • Transferência. Revolta-se com tudo e com todos. “Descarrega” nos outros;
  • Integração. Aceita de forma pro-activa. ” Tem de ser assim.”.

 

Valentão, Perseguição, Local De Trabalho, Trabalho

 

Todos somos humanos e cada um tem a sua maneira de responder a uma coisa tão comum como a frustração. Depende, além do factor falado anteriormente, da nossa educação. Claro que há as crianças e jovens afluentes, ou seja, os que acham que o mundo gira à volta deles. Foram assim educados. Aprenderam a ser assim.

Mais cedo ou mais tarde, vamos ter frustrações ao longo da vida e é normal. Mais “simples” ou não, mas vai acontecer. Depende dos teus conhecimentos adquiridos lidar com isso. Respira funda. Tudo vai ficar bem.

Beijinhos

 

 

Técnica de Higiene e Segurança no Trabalho

RISCOS PROFISSIONAIS || PSICOSSOCIAIS

Olá Nossos Devanienses!

 

Resultado de imagem para riscos psicossociais

 

Caso vocês não saibam e tenham caído aqui de pára-quedas, estou a tirar o curso de Técnica de Higiene e Segurança no Trabalho. Uma das disciplina é Psicossociologia no Trabalho. Trabalhamos vários factores do trabalho, principalmente o psicossocial. Há cinco factores que aumentam os riscos pscissociais, eles são:

  • um maior esforço mental;
  • o ritmo e a subcarga de trabalho;
  • ter um alto nível de atenção e concentração;
  • uma maior responsabilidade e horários diferente;
  • um aumento de logística.

Os riscos estão em quatro pontos:

  • o stress;
  • a fadiga mental;
  • a violência psicológica,
  • a fadiga do trabalho por turnos.

 

Resultado de imagem para riscos psicossociais

 

A intervenção tem de começar na Direcção, depois pela Organização e, por fim, pelo Trabalhador.

Deve-se melhorar o estilo de liderança assertiva.

Há três Teorias Motivacionais:

-Maslow;

-Herzberg;

-X e Y de McGregor.

Falando basicamente das três, a primeira tem a ver com a pirâmide de necessidades:

 

Resultado de imagem para pirâmide de maslow

 

A segunda tem a ver com dois factores:

  • Motivacionais que dependem do individuo, do seu crescimentos e reconhecimento;
  • Higienicos que se apontam para os factores externos do indivíduo: o salário, os benefícios sociais, a boa com os Colegas, o tipo de Chefia que tem, as políticas da empresa, o clima e as condições de trabalho.

A Teoria X e Y, define-se do seguinte modo:

  • Na Teoria X, o indivíduo vê o dinheiro como motivação;
  • Na Teoria Z, o indivíduo vê outros factores, que não o dinheiro, como motivação.

A tabela seguinte, explica melhor como se divide a Teoria X e Z:

 

Resultado de imagem para teoria x e y mcgregor

 

Basicamente, as duas teorias dividem a pessoa por educações. Ou seja, os Pais são um exemplo, é quase impossível o Filho de alguém trabalhador que nunca se queixa do trabalho, ou seja, pelo contrário, tenta melhora-lo, seja uma pessoa preguiçosa. O exemplo não é esse. É quase certo que um Filho de alguém trabalhador seja trabalhador. É quase certo que alguém preguiçoso dê origem a um Filho preguiçoso. São exemplos que têm, é a educação que têm. A educação, a formação e a leitura são a base dum indivíduo. Claro que a educação é a base principal.

Beijinhos

Técnica de Higiene e Segurança no Trabalho

FEEDBACK DO CURSO || ATÉ AO MOMENTO

Olá Nossos Devanienses!

 

Resultado de imagem para tecnica de higiene e segurança no trabalho

 

Como sabem, estou a tirar um curso de Técnica de Higiene e Segurança no trabalho e gostaria de vos transmitir o meu feedback até ao momento. Acabei algumas disciplinas: Desenho Técnico, Estatística e Probabilidades, Normativos Legais e Fundamentos Gerais de Segurança no Trabalho.

A que tive mais dificuldade foi a Desenho Técnico e a que tive mais facilidade foi Estatística e Probabilidades. Falando de Desenho Técnico, o Professor sempre foi bastante acessível, aliás todos, mas é uma matéria da qual nunca tive jeito.

Aprendi bastante coisas sim. Aprendi o que são Águas (faz parte da cobertura), um capelo, um cume, uma pardilheira. Também aprendi como é constituído uma escada: focinho da escada, espelho, cobertor e laje. Não fazia a mínima ideia que as escadas pudessem ter focinho. Vivendo e aprendendo.

 

Resultado de imagem para estatistica

 

Quanto a Estatística e Probabilidades foi, desde sempre, uma matéria que me fascinou. Quando vi que iria ter esta matéria fiquei super empolgada, mas durou pouco, muito pouco. Para mim, claro. Depende da perspectiva de cada um.

Disseram que as primeiras matérias seriam as mais difíceis. Talvez para nos ambientar ao curso.

Actualmente estou a ter Técnicas de Planeamento de Prevenção de Riscos Profissionais, Fundamentos Gerais de Higiene no Trabalho, Segurança no Trabalho e Avaliação e Controlo de Riscos, Noções de Pedagogia, Informação e Comunicação e (uma que temos desde o início) PRA. O PRA é o portefólio do curso. Onde temos avaliado as disciplinas concluídas.

 

Imagem relacionada

Trabalhos de grupo, trabalhos individuais, testes. Numa das disciplinas fiz uma acção de formação. Poderíamos fazer em grupo ou individual e inventar uma empresa ou usar uma já conhecida. Eu preferi fazer individual e trabalhar como se o Blog fosse uma empresa. Eu seria a Directora e a Responsável pelo Departamento de Escrita Criativa, a Francisca a Sub-responsável desse mesmo Departamento. A Enfermeira K teria um Departamento só para ela de Enfermagem e haveria também um Departamento de Marketing e Parcerias e um Departamento de Recursos Humanos e Financeiro.

Isto é , a empresa teria cinco pessoas. Estou bastante entusiasmada para apresentar, pois publicidade nunca é demais, não é mesmo?

Escolhi individualmente para trabalhar o meu Blog e fazer a respectiva publicidade e, porque dependo só de mim. O que torna o trabalho mais rápido. Como hei-de explicar? Num trabalho de grupo, a meu ver, perde-se mais tempo a conciliar ideias. Ou seja, o fulaninho A tem a ideia X e a fulaninha B tem a ideia Y e com essas duas ideias tem que se formar a ideia XY ou a ideia Z. Enquanto que individualmente há ideia A e pronto. Se tiver mal é de única e exclusiva culpa da pessoa.

 

Resultado de imagem para tecnica de higiene e segurança no trabalho

 

Sem dúvida que neste curso é preciso saber trabalhar em grupo, não nego, mas eu sempre preferi trabalhos individuais. Estar sempre a pensar “Será que fulaninho fez a parte dele?”, “Será que devo por o nome do fulaninho no trabalho?”. Vou contar uma situação. Uma menina andava na Faculdade e havia um Aluno repetente que se juntou a ela num trabalho de grupo. Até ai tudo bem. A menina ligava, ligava, ligava e ligava para ele. Mandava mensagem. NADA! A menina fez o trabalho e só colocou o nome dela. O menino apareceu na aula de apresentação muito contente com um “Então, vamos apresentar o NOSSO trabalho?”. A menina disse que não e que o trabalho era só dela. A Directora ainda falou com ela para por o nome do rapaz e colocou chantagem emocional a dizer que os Pais iriam tira-lo do curso se não acabasse. Ela só disse “Ele não fez nada, nem atendeu as chamadas. O trabalho é meu.”. Imaginem que ela esperava por ele e ficava também ela sem trabalho?!

Não estou a dizer que a turma onde estou inserida é assim. Já fiz um trabalho de grupo e correu super bem. Mas entre um e outro, prefiro individual.

Quanto à turma é bastante heterogénea. Tem Alunos desde os dezanove anos aos sessenta. O Delegado de Turma e o Sub-delegado são de Capricórnio. Temos pelo menos três Virginianos na turma, inclusive votei numa delas para Delegada, porque é super organizada. Tem, pelo menos, dois Geminianos. Comigo, tem pelo menos, duas Taurinas.  Já tivemos um Peixiano. Eramos três Taurinas. Ai, a Louca dos Signos tem de ter a sua visão sempre. 

 

Resultado de imagem para remember charlie

 

Considero o curso muito, mas mesmo muito prático. Adoro ver todas as sugestões de vídeos dos Formadores. O último que vimos foi “Remember, Charlie”. Muito emocionante. Eu quase chorei quando ele falou da reacção das Filhas e quando falou do Pai. O Pai disse que ele era capaz, quando ele estava quase a desistir. O Pai nunca mais apareceu. Disseram que estava doente e não queria correr o risco de o contagiar. A verdade é que ele teve um ataque cardíaco quando saiu do hospital e morreu. A mais velha que era a mais sensível, piorou as notas e tentou suicidar-se e a mais nova está em terapia. Não é fácil ter cinquenta por cento do corpo queimado e ainda lidar com isto.

A vida não é fácil, não é mesmo? Ele quase desistiu e agora dá palestras sobre segurança. A vida é difícil sim, mas também dá muitas voltas. A segurança depende de nós. Ele mesmo afirma que se tivesse cumprido as regras de segurança nada daquilo tinha acontecido. Se… Ele diz que o grande problema é termos um único pensamento: “Só acontece aos outros.”. Os óculos de protecção incomodavam-no. O fato de protecção de fogo faziam-no parecer mais gordo e incomodavam-no. Tudo o incomodava. Fazia aquilo há anos, nunca lhe tinha acontecido.

Ele já sabias as manhas todas, não é mesmo? O máximo que tinha acontecido a um Colega próximo foi ficar três meses de baixa e ganhar dois mil ou três mil dólares de indemnização. Charlie poderia viver bem com isso. Ele só usava o equipamento quando o Chefe estava presente. Quantos e quantos? Ele não usava o cinto de segurança pois a distância entre a casa e o trabalho era curta. Parece que nunca apanhou uma multa também.

 

Resultado de imagem para Opel Kadette preto de 1988

 

Há uns trinta anos atrás, os carros não tinham cinto de segurança no banco traseiro. Não davam importância. O primeiro carro dos meus Pais era um Opel Kadette e não tinham. Não davam valor. Eu gostava bastante dele, mas não era seguro. Achava-o bonito. Era um carro bastante resistente, bastante mesmo. Foi mandado para abate para se trocar por um novo com uns vinte anos e ainda andava.

Como diz Hernâni Carvalho “A mentalidade é a última a mudar.”. Um frase que pode arruinar a nossa vida para sempre “Eu sempre fiz isto durante toda a vida e nada me aconteceu.”. Até ao dia. Infelizmente, até ao dia. Exactamente como o tabaco. O meu Avó deixou de fumar há uns vinte anos, mais coisa, menos coisa. Nunca teve nada. A minha Avó, Esposa dele, nunca fumou e morreu de cancro. Era fumadora passiva. Verdade que quando tem de nos acontecer, acontece, mas se nós nos prevenirmos é mais difícil de acontecer e se acontecer não tem consequências tão graves.

No caso de Charlie, apesar de ter o fato contra-fogo cortado nas mangas, a parte protegida está salva, os braços estão todos queimadas, mas ele está vivo. Ele próprio afirma que se não tivesse o fato (Equipamento de Protecção Individual) não estaria aqui. OS EPI’s e os EPC’s, Equipamentos de Protecção Individual e Equipamentos de Protecção Colectiva, não existem por acaso. E como Charlies disse mais vale estar umas oito horas desconfortável do que estragar a vida toda. Eu não acho o cinto de segurança desconfortável (coloco logo que entro num carro), mas ele acha e muita gente, mas mais vale do que morrer num acidente. Inclusive acho que os autocarros, os metros e comboios deveriam ter para os passageiros.

Beijinhos