Resenha

RESENHA DO LIVRO || UMA ESTRELA NUNCA SE APAGA

Olá Nossos Devanienses!

 

Resultado de imagem para angélico vieira"

 

Fiquei mais do que encantada que li num único dia. Era fino. Estava ansiosa por ter mais informações sobre Angélico Vieira. Que pessoa incrível eu li naquelas páginas. Sim, Angélico Vieira cantou  vezes sem conta “Estamos aqui de passagem.”. Ele ficou só de passagem.

Eu adorava as músicas dele e, com o livro, adorei a pessoa do mesmo. Sublinhei muitas coisas interessantes sobre Angélico Vieira. As mentiras. As mentiras segundo uma testemunha. Angélico Vieira não bebia, nem fumava. Logo, nunca estaria bêbedo. Essa hipotese tinha de ser descartada.

Disseram que não tinha o cinto posto, até as homenagens citadas no livro, referiam isso, mas a testemunha disse que era mentira. As mentiras vendem. É que o povo quer ler. É o que dá lucro. Só acredita nessas mentiras quem quer.

Beijinhos

Resenha

RESENHA DO FILME || EL HIJO

Olá Nossos Devanienses!

 

Resultado de imagem para el hijo netflix explained"

 

Que filmaço! Fiquei cheia de perguntas! Fiquei abismada!

Que filme incrível!

Mostra o presente com o futuro e depois junta. Brilhante! Todo o filme nos faz pensar. O filme é de doidos de tão bom que é. Quer dizer, do meu ponto de vista.

 

Resultado de imagem para el hijo netflix explained"

 

Só não entendo o porquê dele não levar a criança ao hospital para o Médico dizer que aquela não era a que ele viu. Seria demasiado fácil, eu sei.

Serão gémeos? Pode ser. Isso explicaria muita coisa e se ele fizesse o teste de paternidade, daria positivo. Dai aquelas injecções. Um gémeo explicaria muita coisa. Até o parto. E ao muito me engano ou aquela velha, peço desculpa, senhora era a Mãe dela.

Ele deve ter sido escolhido a dedo por causa do passado dele e se isso é verdade, foi muito cruel. Ainda mais cruel do que parece.

Assistam. Pareceu-me incrível.

Beijinhos

Resenha

RESENHA DO LIVRO || 180 GRAUS

Olá Nossos Devanienses!

 

A imagem pode conter: texto que diz "Textos autorais sobre amores, desamores, sonhos, desilusões e outras emoções que transbordam na forma de palavras. Márcia do Valle"

 

 

Vamos começar por pedir à Produção traga, por gentileza, os CheeseBurgers da Francisca e uma Pepsi com limão e sem gelo para mim. Grata. Sim, Francisca? Gostarias de beber uma Coca-cola? Uma Coca-cola de dois litros, por gentileza. Sim, Francisca, eu sou uma querida. Tem de ser em grande.

Este livro é fofo e fiz vários apontamentos. Porém, não me consegui localizar muito no tempo. Por vezes, achava que estava em dois mil. Por outras, em dois mil e dezassete. Porque ao mesmo tempo que o Marido é machista e controlador e ao mesmo tempo liberal. A Esposa é submissa e ao mesmo tempo quer viver a vida cheia de dilemas.

 

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e ar livre

 

No livro entende-se a mentalidade do homem. Se envolver a Esposa é diferente de envolver um Amigo. É uma estória cheia de pormenores e que surpreende com o seu final. Eu tive de confirmar com a Escritora o que aconteceu. Eu fiquei do género “Ela não fez isto!”. Ela fez.  A Esposa fez e surpreendeu!

Gostei bastante.

Beijinhos

Resenha

RESENHA DO LIVRO || ANEXOS

Olá Nossos Devanienses!

 

Resultado de imagem para Anexos Livro"

 

Para começar da melhor maneira, Produção mais lida traga, por gentileza, os CheeseBurgers da Francisca e chá vermelho para mim sem açúcar.

Estava mesmo a precisar de ler este livro para descontrair. Li em três dias! Cheguei ao ponto de pedir desculpas ao livro, pois faltavam três páginas, mas eu tinha outro compromisso. Estava a ficar viciada no livro. É leve. É solto. É uma estória que se fosse comigo, eu não sei se levaria na mesma maneira. Tudo bem que é o trabalho dele, mas ele não o fez totalmente.

Mas está muito fofo. Se precisas de algo leve que te faça “sonhar”, lê este livro.

 

Resultado de imagem para Anexos Livro"

 

Segundo me lembro, nunca li nada desta Escritora. Parece grande, pois tem mais de trezentas páginas, mas é super simples de ler. Bastante jovenil.

O que me fez pensar “Não é possível!” foi uma personagem que disse que amava tanto a outra pessoa que não conseguia casar com ela. A outra pessoa, como é óbvio, questionou se estava a dizer que não casaria só com ela ou se não casaria de todo. Não sei se era para rir ou para ficar a olhar com cara de “Wha…?”.

De qualquer forna, é tocante. Tem temas que fazem pensar, mas não torna o livro pesado.

Beijinhos

Resenha

RESENHA DO LIVRO || UM ESTRANHO EM CASA

Olá Nossos Devanienses!

 

Resultado de imagem para Um estranho em casa"

 

Primeiramente, adorei esta capa. É esta capa que o meu livro tem? Não! O que é uma pena, pois é muito linda.

O que contar sobre este livro sem contar? Sim, Francisca, aqui não há spoilers. É muito envolvente, tem o seu ritmo. Um ritmo acelerando. Passa duma parte para outro em segundos. Estamos no dia que ele rapatou, viramos a página e já passaram onze anos e a Autora, brilhantemente, resume o que se passou. Eu fiquei sem folgo. Adorei. Aconselho bastante.

Fiz bastantes apontamentos, não muito para me situar, mas sim para extrair a minha opinião ou dúvida. Passaram-me n dúvida pela cabeça. Isso é bom. A Escritora criou-me dúvidas. Tem um pouco de cliché. Normal, já tudo foi inventado. Porém, desculpem o desabafo: NÃO PERDOEM TRAIÇÕES! Seja de mulheres ou de homens. É a porcaria duma escolha! Escolheu, está escolhido. Sim, Francisca, é um spoilers, mas sabes o que o tema… Neste caso, a pessoa disse para a pessoa com quem traiu (vou buscar o livro, fiz questão de sublinhar de tão ridículo que foi), vou ter de citar “Confundi tudo, (nome da pessoa com quem traiu). Não usei a cabeça. Vou ter de magoar-te, coisa que eu nunca quis fazer.”. Eu sublinhei duas vezes o que pus a negrito. Não é possível. Eu mandava bugiar. Inacreditável, mas banalíssimo, infelizmente. Quem acredita?!

 

Resultado de imagem para Um estranho em casa livro"

 

O final foi demasiado para um livro. Não sei como escrever sem fazer spoiler. Sim, Francisca, mais spoiler. Mas esperava outro final. Pode achar que é bom, mas não é. Foi demasiado (quem leu completa).  Poderia ter acabado doutra maneira já que Patrícia MacDonald fez acontecer de novo no aeroporto. Não interessa o que fez acontecer de novo, Francisca.

“O que podia ser mais assustador?” Nada.

Mas há uma coisa boa, sente-se as personagens. Nunca tinha lido nada da MacDonald, mas adorei. Se mudaria o final? Sem dúvida, mas a estória é assim.

Beijinhos

Resenha

RESENHA DO LIVRO || CASAMENTOS E INFIDELIDADES

Olá Nossos Devanienses!

 

Wook.pt - Casamentos e Infidelidades

 

Produção mais maravilhosa, por gentileza, traga os CheeseBurgers da Francisca e um chá sem açúcar para mim. Grata.

Sinceramente, achei uma estória muito parada e chata. Parei e nem a meio ia. Tentei, tentei, tentei e tentei, mas só arrasta. Não gostei nada. Bastante aborrecido, mesmo. Será que o filme é igual? Eu tentei ver o filme “Comer, orar e amar”. Era um filme pirata, eu sei, mas eu detestei e eu não consegui ler o livro. Já me sugeriram, mas não consigo.

Com o filme deste livro é igual. Não vou conseguir ler.

Exactamente no pós filme do “Marley e Eu”, mas ao contrário. Como vi antes o filme e o cão morreu, tive receio que também morresse no livro. Sim, o livro pode ser diferente do filme. Adiei. Li. Adorei e chorei.

 

Resultado de imagem para marley e eu"

 

Comigo é assim. Não gosto do livro\ filme, não vou ver o filme ou ler o livro (dependendo da ordem). Se eu chorar no livro, vou adiar a visualização do filme. Eu não choro, Francisca.

Se tu gostas deste livro, é de boa. Se tu não leste este livro, lê. Todos temos gostos diferentes. Eu não gosto das “Cinquenta cinzas de Grey” e tu podes gostar. Eu adoro Stephen King, há quem não goste. São gostos. Só tu o saberás. Ninguém gosta de todos os géneros! Ninguém! Descobre o teu género!

Beijinhos

Resenha

QUALQUER UM DÁ UM HOMICIDA QUALQUER || RESENHA DO LIVRO

Olá Nossos Devanienses!

 

Resultado de imagem para Qualquer dá um homicida qualquer

 

Produção traga, por gentileza, os CheeseBurgers da Francisca e àgua para mim. Grata.

Cinquenta e três páginas de morrer a rir. Três contos, na realidade. Li durante o banho. Sim, eu tenho esta… mania? Vamos chamar de mania. Eu adoro ler enquanto estou numa banheira cheia de espuma. De qualquer aroma da Yves Rocher. Actualmente é de café. Dura bastante e é bem cheiroso. Sim, Francisca, pára de te rir, é mesmo possível detestar café e adorar o gel de banho de café da Yves Rocher. E nós conseguimos três a um preço fantástico.

Cada conto é melhor do que o outro. Simplesmente, não dá para não rir. É preciso de humor na nossa vida. É preciso um livro destes no intervalo dos outros…

Beijinhos

Resenha

A FUGITIVA || RESENHA DO LIVRO

Olá Nossos Devanienses!

 

 

Para começar da melhor maneira, peço à maravilhosa Produção que traga os CheeseBurgers da Francisca e àgua para mim. Tens sede, Francisca? Uma Pepsi? Um Sumol de Ananás para a Francisca, por gentileza. Grata.

Agradeço, desde já, à disponibilidade da Planeta para me fornecer um livro tão bom. É mesmo um Planeta à parte, pois os livros que li desta Editora são fantásticos!

São quatrocentas e vinte e oito páginas fantásticas! Embora, eu já estivesse à espera daquele final, a escrita é maravilhosa! Fiquei bastante maravilhada e o trama tocou-me bastante.

 

Resultado de imagem para Jéssica Barry

 

Mostra o lado menos bom dos negócios. Os negócios que são menos bons. Uma das personagens até questionou se era boa pessoa. A personagem sabia que não estava a fazer o seu trabalho da melhor maneira e sentia-se encurralado.

Um livro que mostra o limite de quem quer ser independente. Um livro que mostra o limite de quem é orgulhoso. Um livro que mostra o limite de muitas vidas. A vida financeira é complicada. Nada na vida fácil. Por vezes, temos de ir ao limite para, por orgulho, não recuamos dois ou três passos. Um livro que mostra uma personagem bastante forte e lutadora. Um livro que mostra uma personagem muito pura de alma e de erros. Um livro que mostra uma personagem real que a Sociedade não aceita. A vida é dela e a Sociedade não aceita que ela não queira recuar.

Um livro que mostra umas verdades nuas e cruas. Cada um luta pela sua vida com as armas que tem.

O Mundo Farmacêutico… Vou ser muito sincera, eu acho que a cura do cancro já foi descoberta, simplesmente não dá tanto lucro como os tratamentos! O Mundo está podre de dinheiro!

 

Resultado de imagem para Jéssica Barry

 

Um livro real.

Um livro sem utopias.

Um livro sem charme barato.

Um livro sem artifícios.

Um livro nada politicamente correcto.

Beijinhos

Resenha

RESENHA DO LIVRO || NO BUNKER DE HITLER

Olá Nossos Devanienses!

 

Resultado de imagem para no bunker de hitler livro

 

Primeiramente, Produção mais linda tragam, por gentileza, os CheeseBurgers da Francisca e àgua para mim.

A Editora Guerra e Paz teve a gentileza de me mandar o livro “No Burker de Hitler” de Joachim Reich no mês de Agosto. Como escrevemos no artigo “Se não mudas isto, nada muda”,o ambiente no qual estamos inseridos infuência muito a realização das nossas tarefas. O livro é muito simples de ser lido. Muito interessante. Não faria sentido, caso não fosse o meio onde estava inserida, ter demorado tanto. Finalmente acabei-o.

Hitler. Maldito Hitler. Como eu sou a Louca dos Signos, tenho de começar por ai. Hitler nasceu no dia 20 de Abril de mil oitocentos e oitenta e nove, ou seja, é nativo do Sol em Touro. Francisca, eu sei que é o meu Signo e não te rias. Ou seja, só mostra que Hitler era ambicioso, teimoso e de ideias fixas.

 

Resultado de imagem para no bunker de hitler joachim fest

 

Sempre fui fascinada pela Segunda Guerra Mundial, em querer saber mais e mais sobre o tema. Como é que é possível tal ter acontecido? Devido a isto, o livro chamou a minha atenção. Gostaria de tentar entender o que não dá para entender. Após a leitura, entendo um pouquinho da cabeça de Hitler. Com o seu Sol em Touro, perante a derrota que ele sempre soube que ia ter, o desfecho foi o mais “lógico”.

Quer dizer que, como Taurina sei que é bem difícil aceitar uma derrota ou um fracasso, principalmente sendo o que mais queremos na vida. Sinceramente, poderia ter feito isso antes da Guerra começar.

Não sabia que Hitler dizia que os Alemães eram fracos, quando sempre estudei que ele próprio defendia a raça Ariana. É um livro bastante cativante. No ambiente certo dá para ler em pouquíssimos dias. Pois é muito interessante, com material muito instrutivo. Ideal para quem quer saber mais sobre o que se passou.

 

Resultado de imagem para no bunker de hitler joachim fest

 

Hitler morreu com cinquenta e seis anos e dez dias, do jeito que planeou há muito tempo. Ele quis afundar o Mundo com ele e, duma certa forma, conseguiu. Talvez fosse este este o seu objectivo maior. Agora estou com dúvida se ele realmente fracassou. Esse é um dos pontos interessantes do livro: Faz pensar.

Através do livro, podemos concluir que Hitler morreu feliz. Como é possível alguém tão mau e maquiavélico morrer feliz?

Mas é um livro que aumenta bastante a nossa cultura, nem que seja, pelo facto referido anteriormente: faz pensar.

Beijinhos

Resenha

RESENHA DO FILME || BELEZA AMERICANA

Olá Nossos Devanienses!

 

Resultado de imagem para beleza americana

 

Gostaria de começar por dizer que alguns homens são mesmo básicos, mas não o vou fazer.

Primeiramente, Produção mais linda, tragam os CheeseBurgers da Francisca e uma limonada sem açúcar para mim, por gentileza.

Agora sim, alguns homens são mesmo básicos! “Fulano é giro, mas se tivesse mais definido, atirava-me a ele.”. O Fulano ouve. O quê que o Fulano faz? Começa a fazer musculação! É mesmo um ser manipulável!

 

Resultado de imagem para beleza americana

 

Na realidade gostei de ver  filme por completo, não há dúvidas, mas… alguns homens são mesmo básicos!

“Beleza Americana” destaca-se por não ser mais um filme banal e cheio de clichés. Sim, tem os seus clichés, mas já tudo inventado. Mas as personagens não são vazias.

Adorei o facto da Esposa dela se esforçar a tal ponto pelo seu trabalho e objectivos que fica frustrada quando não os alcança. Ela não é uma simples Consultora Imobiliária. É uma mulher cheia de objectivos que quer alcança-los a qualquer custo. Não pensa “Se não completar o meu trabalho, paciência.”. Não, ela vai à luta, vai ao máximo. Procura todos os pontos para conseguir. Não desiste. Isso sim, é uma pessoa com garra. É essa a mentalidade que se deve ter no século XXI.

 

Resultado de imagem para beleza americana

 

Há muita gente que desiste, hoje em dia, e inventa desculpas esfarrapadas para o seu insucesso. Fala da sorte que nem existe. Esquecem-se que Roma não se fez em dois dias, muito menos, em meia dúzia de minutos. Há pessoas que vivem de “ses”. Há pessoas que se sentam no Salário Base. Esta mulher não. Ela quer atingir todos os seus objectivos sem desculpas. As desculpas estão para quem as inventa.

Em contra-partida, o Marido tem a mentalidade do fracasso.

As relações daquela Família está a ficar destruída. Tão destruída que parece que não tem solução.

 

Resultado de imagem para beleza americana

 

Porém, uma nova paixão, desperta muita coisa dentro daquele ser fracassado…

Uma coisa que o filme nos mostra é uma realidade muito grande: A maioria dos homofóbicos são gays não assumidos.

Símbolos Americanos.

 

Resultado de imagem para beleza americana

 

Era mais do que a ideia que eu tinha dele. Beleza Americana é mais do que filme do homem que se apaixona pela Melhor Amiga da Filha. É muito mais do que isso.

Mostra-nos que só vemos aquilo que queremos ver. Isso faz-me lembrar uma coisa que me aconteceu recentemente. A Professora estava a lanchar. Como sabem, sou Miope. Estavamos a uma curta distância uma da outra. Eu vi cenouras. Sabem o que era? Cenoura. Não, estou a brincar. Eram morangos. Morangos! E eu vi cenouras. Tudo a ver.

Este filme tem vários ensinamentos. Este filme faz pensar. Nada é assim tão linear. Ninguém sabe mais da nossa vida do que nós próprios. “Mas eu vi.”. Eu vi cenouras na taça da Professora e eram morangos. “Mas a Vizinha dela disse-me.”. As coisas devem ser contadas na primeira pessoa. Quem conta um conto, acrescenta um ponto. Já disseram que eu era do Algarve. Passei a ser? Não. Não há “mas”. Esquece o “mas”.

Beijinhos