Expectativa

CASAMENTOS E INFIDELIDADES || EXPECTATIVA DO LIVRO

Olá Nossos Devanienses!

 

Resultado de imagem para Casamentos e Infidelidades

 

Produção traga, por gentileza, os CheeseBurgers da Francisca e àgua para mim. Querida, gostarias duma Coca-cola? Traga, por gentileza, uma Coca-cola de dois litros para a Francisca. Grata.

Casamentos e infidelidades. Duas coisas que não têm nada a ver comigo e com a Francisca. Deixamos para os outros, para quem quiser. Para dizer a verdade, pode estar tarde para escrever sobre este tipo de temas. Vale a pena? Vai continuar…

O que esperar deste livro? Não, que eu saiba, não vi o filme, Francisca.

A sinopse conta-nos o seguinte:

Publicado pela primeira vez em 1953, Casamentos e Infidelidades tem a assinatura de John Bingham, pseudónimo de Lord Clanmorris. Autor de romances policiais e thrillers de espionagem, explora a mente num livro desafiador, onde a tensão humana se intensifica. Peter é casado com Beatrice, a mulher perfeita. Mas contra todas as previsões Peter apaixona-se por outra mulher. Para que Beatrice não sofra de amor, Peter arquitecta um plano: matá-la. Um policial em flashback que desvenda e disseca as motivações de um crime passional. Com uma leitura agradável assume-se como um clássico elogiado por muitos, tal como John Le Carré «O que deu a John Bingham a sua magia foi algo que procuramos num escritor, frequentemente em vão: um domínio absoluto da paisagem interna das suas personagens, perspicazmente observada por um olhar humano, que não deixa de ser maravilhosamente corrosivo.»

 

Resultado de imagem para Casamentos e Infidelidades

 

O quê?! Vai matar a Esposa para ela não sofrer por ele se ter apaixonado por outra? Não faz sentido na minha cabeça. Ao mata-la vai trazer mais sofrimento do um simples divórcio. A própria morte em si pode ser dolorosa e vai fazer sofrer quem gosta dela. É só juntar um mais um.

Outro ponto, o que tem ser “perfeita”? O que isso impede de se apaixonar por outra menos “perfeita”? NADA!

Querido personagem, esquece o casamento, esquece a infidelidade. Divorcia-te e vivo o teu amor actual. Simples. É preciso matar alguém? Não!

 

 

Sim, Francisca, eu sei que sem isto não haveria livro. Mas o que tem para ensinar ao Leitor? Banalizam tudo nos dias de hoje. Banalizam demasiado. A consciência inventa desculpas para trair mais e mais. O que é banal não é normal. Não é e nunca foi.

Agora estou com uma dúvida: O divórcio não é mais barato do que matar? Não sei, ficou assim uma dúvida no ar.

O que mais me irrita é que esta personagem quer viver a sua vida (seguir em frente com outra) e a única solução que vê à sua frente é acabar com a vida da outra pessoa. Sou só eu é que não acho normal? Estou a ficar idosa para entender certas coisas. Vou ler para entender.

Beijinhos

Expectativa

QUALQUER UM DÁ UM HOMICIDA QUALQUER || EXPECTATIVA DO LIVRO

Olá Nossos Devanienses!

 

Resultado de imagem para Qualquer dá um homicida qualquer

 

Produção mais preciosa traga, gentileza, os CheeseBurgers da Francisca e àgua para mim. Grata. Sim, minha querida? Tens sede? Um ice tea? Uma Coca-cola de dois litros para a Francisca, por gentileza.

Este livro tem um ar cómico e pequeno. O que esperar duma criança ao telefone em cima duma… torradeira? Uma taça de cereais na outra mão. Brinquedos espalhados na chão. O que esperar deste livro? Humor. Sim, eu espero humor. Humor puro.

Como assim? Qualquer um dá um homicida qualquer? Não, mesmo! É como escrever que qualquer um pode ser Florista, por exemplo. Não, não é real. Cada um tem o seu talento. Mas vou ver até onde ele me leva.

Beijinhos

Expectativa

EXPECTATIVA DO LIVRO || A FUGITIVA

Olá Nossos Devanienses!

 

Resultado de imagem para A fugitiva Jessica Barry

 

Para começar da melhor maneira, peço, por gentileza, à Produção mais perfeita que traga os CheeseBurgers da Francisca e a água para mim.

A Editora Planeta, da qual temos parceria, teve a gentileza, de nos mandar as capas referentes às novidades. Confesso que fiquei indecisa entre este livro e o “Última Paragem – Auschwitz – Como sobrevivi ao horror 1943-1945” de Eddy de Wind. Porém, eu já estava a terminar o “No Bunker de Hitler” de Joachim Fest. Logo, deixei-me encantar por “A verdade pode matá-la.”. Vamos admitir que a capa é bastante sedutora.

Pareceu-me um trailler e pedi. Sinto que tem a ver comigo e deixou-me bem curiosa. Quis dar uma pausa ao tema da Segunda Guerra Mundial. Tenho tantos livros para ler, nem imaginam. Ainda tem um a meio que fui parando devido às Parcerias. Segundo a Francisca, tirando este o que vai a meio, tenho quarenta e sete livros. Ou seja, vou ler este. Vou acabar o que está a meio (Já tem o artigo da expectativa há muito). Vou ler um que me ofereceram. Por fim, vou ler o “Morri para viver”.

 

DADOS DE COPYRIGHT
Sobre a obra:
A presente obra é disponibilizada pela equipe Le Livros e seus diversos parceiros,
com o ...

 

Por coincidência, também é da Planeta.

“Sobreviver a um acidente de avião é apenas o início para Allison.”. Estou super ansiosa para saber quem é a Alisson e o que lhe vai acontecer.

“Empolgante e viciante. A Fugitiva é um thriller formidável, que explora o vínculo profundo e complexo entre Mães e Filhas.”

Beijinhos

 

Expectativa

EXPECTATIVA DO FILME || BELEZA AMERICANA

Olá Nossos Devanienses!

 

Resultado de imagem para beleza americana

 

Querida e adorada Produção tragam, por gentileza, os CheeseBurgers para a Francisca e a água para mim. Sim, Francisca, de novo água. Melhor do que isso, vou preparar a minha bebida de chá verde e mangastão. O meu segredo. O meu sucesso!

Uma das Professoras do meu curso propos a visualização deste filme em sala de aula. Para entendermos a mensagem do filme. Eu já tinha visto anteriormente por partes. Tinha bastante curiosidade de o ver de forma completa. Beleza Americana.

“Você vê uma rua como qualquer outra.”, menciona o trailer.

Olhe mais perto…

Resultado de imagem para beleza americana

 

Não me lembrava do “viciado” na câmara de vídeo.

O homem descobre que está a ser traído e faz uma piada.

Resumo do trailer: São todos malucos, alguém morre e não é a loira.

Beijinhos

Expectativa

EXPECTATIVA DO FILME || EERIE

Olá Nossos Devanienses!

 

e a

 

Produção mais maravilhosa tragam, por gentileza, os CheeseBurgers da Francisca e uma água para mim. Sim, Francisca, desde que comecei a dieta só bebo àgua. Não me tem apetecido outras bebidas é só isso. São escolhas e não passa disso.

Eu fiz um jantar com uma pessoa especial, a nossa Enfermeira K, e a mesma escolheu o filme. Confesso que não vimos o trailler, mas gostamos do resumo/sinopse que refere que há uma Freira autoritária, uma Psicologa persistente e um espírito oculto. Neste Colégio, a disciplina pode ser fatal.

Não parece um filme inovador, mas pode ser interessante. Um pouco de esperitismo e religião à mistura, talvez. Porém, se for bem trabalhado, pode nem correr mal. Quem sabe, uma Freira Assassina. Foi a última coisa que me vesti no Carnaval e eu nem gosto do Carnaval. Foi há um século atrás.

 

Resultado de imagem para Eerie

 

Espero que o filme Eerie tenha de tudo para ser um bom cliché. Sim, Francisca, em tudo é preciso cliché. Até porque já tudo foi inventado. Não vale a pena negar tal facto. Simplesmente, é recriado à maneira de quem usa. É só esse o truque. Não estamos à espera do filme mais inovador do Mundo, pois isso não existe. É uma autêntica utopia e não passa disso.

Beijinhos

Expectativa

EXPECTATIVA DO LIVRO || NO BUNKER DE HITLER

Olá Nossos Devanienses!

 

Resultado de imagem para no bunker de hitler

 

Produção mais maravilhosa tragam, por gentileza, os Cheeseburgers da Francisca e uma limonada para mim.

A Guerra e Paz enviou-me este livro que tem tudo para me deixar rendida. Vou trabalha-lo com toda a dedicações, pois é um tema que me fascina: A Segunda Guerra Mundial. Não pela Guerra em si, claro. Uma monstruosidade que nem deveria existir. Tal como as Touradas.

“Quando e como é que Hitler percebeu a derrota?”

Sabiam que este ser era de Touro? Nem parece. Porém, vendo por essa parte da Louca dos Signos, deveria ser uma pessoa tão teimosa que só mesmo quando perdeu admitiu a si próprio. Há uma diferença entre saber que se vai ser derrotado e admitir a nós próprio esse acontecimento. Eu, como Taurina, acho difícil admitir a mim própria. Dá problemas.

 

 

A sinopse diz-nos o seguinte:

Quando e como é que Hitler percebeu a derrota? O inferno dos últimos dias.

 Uma destruição de proporções inigualáveis marcou os últimos meses do Terceiro Reich, na Primavera de 1945. Aos inevitáveis horrores de uma derrota, somou-se a recusa de Adolf Hitler em se render até que o último homem caísse. Esta é uma vibrante reconstrução dos momentos que antecederam a queda de um dos mais infames regimes políticos da história, dando particular atenção à terrível Batalha de Berlim e à atmosfera claustrofóbica do bunker do Führer durante os últimos dias da guerra.

Com uma prosa cativante, o historiador alemão Joachim Fest narra como, indiferente ao destino dos alemães, Hitler ordenou a destruição de infra-estruturas essenciais e atirou as tropas para a morte, mesmo sabendo da certeza da derrota. Descreve a paranóia crescente que marcou o estado mental do Führer, até ao suicídio, e os esforços para destruir o seu corpo antes que o Exército Vermelho chegasse a Berlim. Explica ainda como Hitler continua presente no pensamento das últimas gerações e como o seu poder tem aumentado assustadoramente à medida que a distância temporal cresce.

 

Resultado de imagem para no bunker de hitler livro

 

Estou bastante curiosa quanto a todo o livro. Estou ansiosa por conhecer a visão deste Historiador que não conheço, Joachim Fest. Historiador e Escritor. Quero entender esta paranoia. Tudo bem, foi no século passados, mas será que as pessoas evoluiram? Uma coisa que nunca entendi e talvez nunca ninguém vai conseguir explicar é o seguinte: Hitler elevava a raça Ariana. Que só deveriam viver os Alemães. Os Alemães são loiros de olhos azuis ou, pelo menos loiros. Será que ninguém notou que o raio do Hitler não é loiro?! No século vinte, os Alemães eram daltónicos? Não consigo entender.

Beijinhos

Expectativa

EXPECTATIVA DO LIVRO || MADDIE-A VERDADE DA MENTIRA

Olá Nossos Devanienses!

 

Wook.pt - Maddie

 

Produção tão linda tragam, por gentileza, os CheeseBurgers da Francisca e um Guaraná para mim.

Sempre gostei bastante de Policiais. Infelizmente, este é um caso muito real. Basta ter dinheiro para se ilibar de coisas assim. É triste que o dinheiro tenha esse poder.

Disseram-me no Instagram que este livro tinha sido proibido. Passo a citar “Eu li só Hernâni Carvalho, porque não consegui arranjar na altura por estar proibida a venda.”. Proibido?! Estamos em que século? No Século do Dinheiro.

 

Gonçalo Amaral

 

Passemos a sinopse:

Este não é mais um livro sobre a investigação do desaparecimento de Madeleine McCann. Este é o livro do investigador principal do processo, que foi atacado e vilipendiado quando se encontrava apenas em busca da verdade e da justiça. Ninguém, à excepção dos pais de Maddie, sabe tão bem o que se passou naquela noite fatídica de 3 de Maio de 2007. Gonçalo Amaral escreve na perspectiva da investigação por si conduzida e tem uma forte preocupação factual e de objectividade. Além disso, o livro contém revelações originais e esclarece muitos dos mais controversos aspectos do caso. O texto está apoiado por infogramas e fotografias que facilitam a compreensão do leitor e ilustram os passos da investigação e da conclusão obtida – por mais terrível que a mesma seja: Maddie está morta desde o dia do seu desaparecimento.
Para o autor do livro, Madeleine Beth McCann é a principal preocupação – é ela a vítima, e são as vítimas que têm de ser defendidas pela polícia e perseguidos os culpados do seu sofrimento. Tendo-lhe sido impossibilitado solucionar o caso, devido ao seu afastamento, quando se encontrava eminente a recolha de testemunhos vitais, preferiu abandonar a vida policial activa e retomar a liberdade de expressão não só para lavar a honra das calúnias que sobre si foram lançadas, mas para ajudar a que o caso não caia no esquecimento e a que, mais tarde ou mais cedo, o processo seja reaberto e feita justiça.

 

Ver a imagem de origem

 

Parece-me um livro bastante polémico e que se o dinheiro o proibi-o, por alguma coisa foi. Não me parece que foi por dizer mentiras. Irei analisar e depois escreverei o que achei.

Beijinhos

Expectativa

EXPECTATIVA DO LIVRO || O IMPÉRIO DE BRANDOS COSTUMES

Olá Nossos Devanienses!

 

Resultado de imagem para Império de Brandos Costumes

 

Querida e fantástica Produção tragam, por gentileza, os CheeseBurgers da Francisca e uma Pepsi para mim.

Este é um dos meus Livros Extras. Fico feliz pela oportunidade de ler mais um Escritor Português. Acho que há muitos Escritores muito bons, pelo menos que são o meu género, Portugueses.

É o primeiro que leio de António Sala. Espero que seja bom, pois vejo-o como uma pessoa bem inteligente, das poucas vezes que o vi na televisão. Foi há muito tempo, porque há muito que não vejo televisão e ainda bem.

 

António Sala

 

A sinopse diz-nos o seguinte:

“Império de Brandos Costumes”, bem mais que a história de uma família e o entrelaçar das suas múltiplas ligações, é um olhar às realidades do que era Portugal entre 1951 e 1963. Anos fundamentais em acontecimentos que denunciavam a futura queda do “Império”. Os sentimentos estudantis e as várias crises académicas. A intolerância religiosa. As vaidades ocas de poderes que se acotovelavam. O olhar urbano e rural de um país fechado em si próprio e que não se encontrava, por se julgar “espalhado pelo Mundo”. E os acontecimentos que, bem longe, marcavam de forma indelével as previsíveis mudanças.

Uma estória (ou história) passada no tempo de Ditadura de Salazar. Será interessante ver essa visão. Espero não chorar muito, pois sei que esta época era bem complicada.

Beijinhos

Expectativa

EXPECTATIVA DO LIVRO || LINGUAGEM CORPORAL

Olá Nossos Devanienses!

 

Ver a imagem de origem

 

Produção mais poderosa tragam, por gentileza, os CheeseBurgers da Francisca e um Guaraná para mim.

Nesta Expectativa do livro “Linguagem Corporal” vamos começar por analisar a capa. “Porquê é que os homens coçam a orelha e as mulheres mexem na aliança?”. Estou à espera de saber.

“Como ler os pensamentos dos outros através dos gestos.”. Espero ter essa resposta. Em relação à imagem, está bem apelativa.

 

Allan & Barbara Pease

 

Vamos ler a sinopse:

Os nossos gestos traduzem os nossos pensamentos mais secretos.
É um facto cientificamente provado: as suas atitudes e posturas dizem mais sobre as suas intenções do que as suas palavras. Os seus gestos falam por si! Um vulgar aperto de mão, a maneira como cruza as pernas, cada um dos seus movimentos corresponde a um estado emocional. Graças a este livro, aprenderá a descodificar as atitudes e emoções dos seus interlocutores.

Espero bastante deste livro. Espero evoluir como pessoa.

Beijinhos

 

 

Expectativa

EXPECTATIVA DO LIVRO || O FIEL JARDINEIRO

PoOlá Nossos Devanienses!

 

Ver a imagem de origem

 

Aqui está o sexto livro do mês e o nono do circulo de leitura, assim o espero. Ao menos o cheiro a livro antigo é muito bom.

Primeiramente, Produção mais incansável do Mundo, por gentileza, traga os CheeseBurgers da Francisca e uma laranjada para mim.

O que se pode dizer na expectativa do Fiel Jardineiro? Já ouvi falar do drama, MAS nunca vi o filme destinado a este drama. Sempre ouvi falar muito bem dele e parece que está na hora de testar essas palavras graças à escolha realizada no Projecto Choose For Me.

 

Ver a imagem de origem

 

Parece que vou ler um drama.

Podemos ler o seguinte na sinopse:

Justin é Funcionário do Foreign Office destinado no Quénia. A morte da sua mulher, Tessa, ocorrida em misteriosas circunstâncias, incita-o por si próprio uma investigação para esclarecer o caso. Justin remonta passo a passo o caminho que conduziu à morte a sua Esposa, uma atrevida Activista de Organizações Humanitárias, e durante as suas pesquisas vai descobrindo cada um dos fios duma trama internacional de corrupção, em que os interesses duvidosos de Políticos e Burucratas se emanham com as lucrativas acções da poderosa indústria farmacêutica.

 

Ver a imagem de origem

 

Só a sinopse é de tirar o folgo. Por outras palavras, devo dizer que a minha expectativa em relação ao Fiel Jardineiro é muito grande. Apesar de tudo, eu gosto de ir por mim, talvez por isso ainda não o tenha lido. Precisei duma forcinha do Projecto. Tem de tudo para ser bom, sem dúvida, mas só saberei se gosto se o ler.

Não gosto de esperar tanto dum livro. Parece um grande peso para ele. Mas a sinopse encheu-me mesmo de expectativas, não o posso negar. A Esposa morre, não sabe o porquê, investiga e acaba numa rede de corrupção. A minha questão é: ONDE ESTÁ A POLÍCIA NO MEIO DISTO TUDO?! PORQUÊ QUE TEM DE SER ELE A INVESTIGAR?

Ok, é o principal interessado, mas mesmo assim algo está a escapar.  Consequentemente, o interesse aumenta. Em outras palavras, em conclusão disto tudo, estou ansiosa por começa-lo (e acabá-lo). De preferência a tempo de ler o seguinte e o extra antes do mês acabar.

Beijinhos