Toda a gente menos eu

TODA A GENTE LEU || MENOS EU

Olá Nossos Devanienses!

 

Ver a imagem de origem

 

Mais uma parceria com a linda Ricarda Rosa. Pensamos num tema para trabalharmos e surgiu este. Um bom tema. Gostei e alinhamos um dia. No caso, hoje. Não chorem a ler a lista, por gentileza. Para hidratar, caso aconteça, Produção maravilhosa, traga, por gentileza, os CheeseBurgers da Francisca e para mim uma Pepsi.

Vamos começar a lista:

-Principezinho.

Já me aconselharam umas mil vezes, já vi na televisão, mas livro ainda não existe na minha vida. É real, oficial.

 

Ver a imagem de origem

 

-Cinquenta tons de cinza.

Li a sinopse e desisti. Não é o meu género. Além disso, é uma fan Fic do Crepúsculo. Passei à frente e sempre vou passar.

 

-Raparigas como nós.

Este livro persegue-me no Instagram. Terei de ler, eu sei.

 

Ver a imagem de origem

 

-A culpa é das estrelas.

Nunca li nada deste Escritor, John Green. Gostaria de ler algum livro dele, nem que seja por curiosidade. Porém, os livros da Prateleira-Não-lidos gritam “NÃO!” e eu detesto gritos, mas quem sabe um dia.

 

-Foi sem querer que te quis.

Idem como o anterior. Veremos se, nem que seja daqui há dez anos, haja novidades.

 

Ver a imagem de origem

 

Tirando o “livro” Cinquenta tons de cinza, conto ler estes livros algum dia. Vocês saberão. 

Beijinhos

Resenha

RESENHA DO LIVRO || UM RAPAZ DE BROOKLIN

Olá Nossos Devanienses!

 

Resultado de imagem para um rapaz de Brooklyn

 

O que dizer sobre o livro “Um rapaz de Brooklin”? Primeiramente, Produção mais maravilhosa do Mundo, por gentileza, os CheeseBurgers da Francisca e três Coca-colas bem geladas e para mim um Ice Tea de Manga.

O livro ao início é confuso e depois nós entramos no trama. Eu cheguei ao ponto de fazer apontamentos no livro do que estava a entender. Nunca tinha feito tal coisa. Li-o em três dias. Eram apenas trezentas e duas páginas. Coisa pouca. Como costumo dizer “Não há livros grandes, são livros.” . Tal como não existe muito trabalho, existe trabalho.

Lê-se muito bem. Claro para ler em três dias numa boa. Entranha-se e depois entranha-se.

 

Resultado de imagem para um rapaz de Brooklyn

 

É melhor do Ellery Queen? São estilos diferentes. No Ellery Queen tem mais revira voltas. Neste o Escritor dá-nos as coisas antes de dar aos personagens.

Através de Lionel tive o primeiro contacto com a doença de Tourete. Parecia só uma pessoa estranha, mas no fundo é só uma pessoa inteligente e doente. Achei que deu um toque ao livro.

 

 

Resultado de imagem para tourette sintomas

 

Foi um policial bem interessante. Tem muito para ensinar e prender.

A desconfiança marca cada página e o medo também. Aconselho vivamente.

Sim, Francisca, fala de adultério. Melhor do que isso é escrito no lindo Antigo Acordo que nunca deveria de ser antigo, mas sim actual.

Beijinhos

Toda a gente menos eu

SÉRIES QUE TODA A GENTE VIU || MENOS EU

Olá Nossos Devanienses!

 

Ver a imagem de origem

 

Caso vocês tenham caído aqui de pára-quedas, eu não gosto muito de séries. Prefiro filmes. Acho que é por uma questão de tempo. Já vi séries soltas, tais como: Sabrina – A Jovem Bruxa, Dexter, Sobrenatural, Os Simpsons e Friends. 

Só houve uma série que fez com que a visse do princípio ao fim, a minha favorita: The American Horror Story. Mais nenhuma. Gosto das séries anteriormente mencionadas, mas nunca tive a mesma necessidade, digamos. O episódio dado pela RTP2 era o que eu via e pronto. Sem querer saber se é era a continuação ou mais de dez capítulos à frente. Era-me indiferente. Também via Dawson’s Creek, porque dava antes dos Morangos com Açúcar e eu não queria perder o início. E também via o Glee, mas esse, apesar de adorar, não segui. Também via, de maneira solta, a Caçadora de Vampiros e Gossip Girl.

Falando de The American Horror Story (TAHS), eu só a vi pela primeira vez depois de deixarem de falar dela. Quando acabou “a febre da série”. Vi o primeiro Capítulo que adorei, o melhor de toda a temporada. Dizem que é de propósito para prender o espectador. E quando dei conta tinha acabado. A única série da minha vida vista do início ao fim.

 

Ver a imagem de origem

 

Sim, é verdade, eu não vi um único episódio da Casa de Papel, sei do que se trata, mas nunca me chamou a atenção para ver do que tratava realmente, tal como todas as séries que irei falar.

Desta lista, também pertence, pasmem-se!, A Guerra dos Tronos, A Anatomia de Grey. Vou parar nesta para salientar dois pontos. Já estive na casa dumas Amigas que estavam a ver um episódio, mas só deitei atenção a duas ou três parte. Não vi o episódio direito. E já ganhei um livro com o nome da série, mas ainda não o li. Tenho mais de duzentos para ler…

A lista continua e é bem grande, visto que não ligo muito ou mesmo nada a séries. Falamos também de Os treze porquês, mas neste caso, talvez arranje o livro e leia. Os livros, normalmente, são mais profundos. 

 

Ver a imagem de origem

 

Sim, eu não vejo praticamente séries nenhumas. Não sou muito de modas. Também nunca vi “Lucifer”. How I meet your Mother. Basicamente, a lista pode ser mais extensa, mas não “conheço” mais séries da moda. 

Virar a madrugada a acabar de ver uma série não é comigo. Nem para acabar um livro, quanto mais.

Beijinhos

Expectativa

EXPECTATIVA DO LIVRO || UM RAPAZ DE BROOKLIN

Olá Nossos Devanienses!

 

Resultado de imagem para um rapaz de Brooklyn

 

Outro livro escolhido no Projecto Choose For Me, desta vez para nossa Colaboradora Nádia Matos. Um livro perdido no meio dos que ainda não li. Simplesmente, considerado o melhor livro de mil novecentos e noventa e nove. Produção mais glamourosa, por gentileza, os CheeeseBurgers da Francisca, duas Cola-Colas e para mim um Guaraná.

Como estava a escrever, foi considerado o melhor livro de mil novecentos e noventa e nove. Esse livro estava no meio dos meus duzentos não lidos. Será isso bom? Sim, já que o vou ler. “Um romance extraordinariamente original, considerado já uma obra-prima.”. Kirkus Reviews.

O livro não tem sinopse, pelo menos, não está na contra-capa. Pela capa, parece sobre Detectives. Francisca, não sei se haverá adultério, mas os últimos livros tinha esse tema pelo meio. É tão real…

 

Resultado de imagem para um rapaz de Brooklyn

 

Não conhecia o Escritor, mas pelo que diz na contra-capa, tem tudo para se gostar. Um policial. Conheci os policiais e o amor por eles através de Ellery Queen. Jonathan Lethem será melhor? Será apenas publicada? Dêem-me, no máximo quatro dias e já vos digo. Este livro será o primeiro do Ciclo Literário de vinte e cinco de Junho a vinte e cinco de Julho. O primeiro de, no mínimo, sete.

Não vou ter uma grande expectativa do livro de “Um rapaz de Brooklin”, pois pode ser só publicidade e cada um tem os seus gosto.

Beijinhos

Ebook

SOMBRAS DE PERSEGUIÇÃO || EBOOK

Olá Nossos Devanienses!

 

 

 

Para quem não sabe, estou a vender um livro autoral em formato ebook. O preço é super baixinho: um euro ou quatro reais. O pagamento pode ser feito por Paypal, Mbway ou transferência.

Vou deixar aqui a sinopse. Espero que gostem. Qualquer coisa, mandem um email para lcarinacoelho.8@gmail.com com o assunto Sombras de Perseguição. Sim, tenho dois ebooks.

A sinopse é a seguinte:

Um livro escrito na primeira pessoa (ao contrário de Dois Cinco – um desafio). Tânia e Carlos. Um namoro perfeito de cinco anos. Sem uma única discussão significativa. Mas vai continuar assim? Claro que não. No dia de Natal, ele desaparece do nada. Simplesmente, avisou o Pai que não iria trabalhar e pronto. A Tânia não é minimamente significante para ser avisada. Até porque ela vai ser famosa lá para a televisão, o que importa? Ironias à parte. Tânia vai para o Reality Show sem saber de Carlos.

No Reality Show existiram o Miguel e o Joel. Existe outros amores no ar?

Existe momentos que te farão rir.

Como Jornalista que é, vai ter a sua crónica no Reality Show, a Querida B. Onde ela conta o seu ponto de vista do que está a passar.

Quando ela sai, Carlos liga-lhe. Será que o vai perdoar não ter dado notícias e simplesmente ter ido de “férias”?

Beijinhos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Parceira

EXPRESSÕES TÍPICAS || PORTO

Olá Nossos Devanienses!

 

Mãos, Palavras, Significado, Dedos, Colorido

 

A Ana Catarina  desafiou-me, pois adoro o Porto, a escrever expressões típicas do Porto. Eu acho que é por ser Julho e ela tem saudades. Francisca, não sejas ciumenta. Produção, falta os CheeseBurgers e uma Guaraná, por gentileza. A Ana Catarina é uma pessoa muito interessante de trabalhar tal como é com a Francisca. A Ana Catarina como adoradora do Porto e gostaria de conhecer mais expressões do Porto. Teremos mais um trabalho em comum que sairá no dia vinte e quatro deste mês e vai ser uma grande, grande aventura! Grata pela oportunidade deste trabalho gratificante. A Ana Catarina pediu para acrescentar mais expressões, mas as outras que encontrei eram nomes feios e eu não gosto, nem uso aqui.

Vou dizer algumas palavras que se usam no porto e os seus significados. É a gíria ou calão do Porto:

  • Azeiteiro – parolo;
  • Chuço – guarda-chuva;

 

Bebê, Nascimento, Criança, Soft, Recém Nascido, Nascido

 

  • Cimbalino – café expresso;
  • Estapor – mau;
  • Foguete – Buraco nas meias;
  • Fronha – cara feia;
  • Lavagice – Porcaria;
  • Manguela – preguiçoso;
  • Pastor – palerma;
  • Xico – menstruação.

 

Espero que tenham gostado destas expressões um pouco estranhas.

Beijinhos

Resenha

RESENHA DO LIVRO || A ÚLTIMA CARTA DE AMOR

Olá Nossos Devanienses!

 

Resultado de imagem para a ultima carta de amor

 

Dois dias. Eu li este livro em dois dias. Comecei no dia vinte de Junho e terminei no dia vinte e dois de Julho. É bom aproveitar assim os feriados e pontes. Produção, nossa querida Produção, precisaríamos dos Cheeseburgers da Francisca e um Pepsi sem gelo e com limão para mim, por gentileza. Eu adorei tanto o livro ” A última carta de amor”. Eu estava sempre ansiosa por saber tudo. Se estava a ler a história de mil novecentos e sessenta queria saber o que se passava com a Jornalista de dois mil e três e vice-versa. Estava empolgada! Não olhei como um romance histórico, porque não gosto. Será que é?

É um livro tão delicioso! Estava trocar impressões com uma das organizadoras de Choose For Me que já tinha lido e me indicou que eu iria gostar do final. Aquela sensação quero acabar, mas não quero.Era o que sentia. A sorte da Jéssica é que eu não faço batota, ou seja, não leio o final quando estou a meio da estória.

Eu estava completamente deliciada, acordava antes do despertador e lia. Nunca me tinha acontecido. Nunca mesmo. Eu queria saber o que se passava com eles. Que stress que me dava. Tinha qualquer coisa de envolvente.Eu chorei. Em minha defesa, eu estava de TPM. Sim, Francisca, como das outras vezes. Não estás sabendo não que isso sempre acontece?

 

Resultado de imagem para a ultima carta de amor

 

Se não fosse este desafio, acho que teria passado este livro à frente. Só tenho de agradecer à Patrícia e a toda a organização do projecto. E estou muito feliz de vos dizer que do dia vinte e quatro de Maio ao dia vinte e quatro de Julho li sete livros! No próximo ciclo tentarei ler, no mínimo, mais sete. À data já completei um.

Sim, Francisca, falarei mais do livro. Como comentei com a Jéssica, é demasiado real. Um homem pode gostar de uma e estar com outra. Sim, é o que acontece. Desculpem os mais românticos que dizem que é impossível isso acontecer.É o mais real que existe e a Escritora aproveitou bem isso. A normalidade das traições e do perdão das mesmas. Tão banal.

Sim, Francisca, é uma estória bem amorosa. Perder a memória não deve ser nada fácil. Há quem diga que agradeceria devido ao que passou e não consegue esquecer, mas… Como é não saber quem somos? Como é fingir que está tudo bem só para não preocupar? Esta última uma pessoa especial para mim soube muito bem como era…

Beijinhos

 

Ebook

DOIS CINCO || EBOOK

Olá Nossos Devanienses!

 

Livro, Idade, Nuvens, Árvore, Aves, Banco, Rush

 

Para quem não sabe, estou a vender um livro autoral em formato ebook. O preço é super baixinho: um euro ou quatro reais. O pagamento pode ser feito por Paypal, Mbway ou transferência.

Vou deixar aqui a sinopse. Espero que gostem. Qualquer coisa, mandem um email para lcarinacoelho.8@gmail.com com o assunto Dois Cinco.

A sinopse é a seguinte:

Dois Cinco é um livro baseado em factos. A Protagonista e a pessoa por quem ela está apaixonada completam os seus aniversários no dia vinte e cinco, dai o título.

Daniela Francisca completa trinta e quatro anos e nem um anel de noivado no dedo tinha para não se sentir uma solteirona. Nem lhe apetece comemorar, mas Lourenço, o chato e arrogante Lourenço troca-lhe as ideias e a noite termina de maneira bem diferente daquilo que poderia imaginar. As coisas quase mudam entre eles até que se voltam a encontrar e Lourenço pede desculpa por ter desaparecido do mapa.

Um enredo que nos presentei com temas como prostituição, drogas, violência doméstica, aborto, morte e fuga do passado.

Intenso e profundo, tem tudo para se designar como um romance dramático, mas só o leitor poderá dizer…

Beijinhos

Parceria Literária

TOP CINCO || LIVROS QUE QUERO LER

Olá Nossos Devanienses!

 

 

Graças ao Projecto Choose For Me, fiz uma Parceria Literária com a Ricarda Rosa, aspirante a Youtuber e Blogger literária. Francisca, uso a palavra “aspirante” num sentido nada pejorativo, visto que a mesma afirma que é um hobbie. Melhor do que isso, quando a Ricarda Rosa tiver cento e cinquenta seguidores fará um Giveway! (Entretanto, já começou, pois nós trabalhamos com antecidência – PARTICIPEM!)

Produção mais linda do Mundo, por gentileza, os CheeseBurgers da nossa maravilhosa Francisca e uma bela Pepsi sem gelo e com limão, muito limão. Francisca, eu adoro limão, é um facto.

A Ricarda Rosa falou-me do projecto Choose For Me e eu fiz-lhe uma proposta de Parceria Literária. Nada de mais justo. O tema escolhido foi o Top cinco dos livros que quero ler, claro que vamos expor os nossos motivos. Hoje mesmo sairá no canal da Ricarda Rosa o Top cinco dela.

 

Em parte incerta

 

 

Comprei este livro em dois mil e quinze. Foi na minha Viagem de Aniversário a Lisboa. Sim, Francisca, Tem mais de quatro anos, mas está novo. Comprei-o após ver o filme “Garota Exemplar”. Filme do qual gostei muito. Como sabem, o livro dá muito mais do que o filme. Pelo menos, tem de dar. Era uma feirinha do livro e eu aproveitei.

Olhei para o livro e tive mesmo de comprar. Sim, Francisca, tive de comprar. Olhei, tinha visto o filme, gostei, tinha dinheiro, comprei. Ponto. Sempre agradecendo às oportunidades.

Muitas vezes, o filme tem uma vertente diferente do livro, porque não dá para condensar trezentas páginas em hora e meia. Exactamente como acontece em “O Crime do Padre Amaro”.

 

O Fiel Jardineiro

 

Um drama. Um drama que uma Amiga ficou impressionada por conhecer. Um drama às vezes faz bem. Acho que nunca li nada de John Le Carré. Sim, Francisca, é sempre uma incógnita. Já li tantos que vou esquecendo. Simplesmente, eu raramente ligo ao título e ao Escritor. Ponto. Vida dum Viciada de Leitura.

Vou dar um pouco mais de drama à minha vida, não é mesmo, Francisca?

 

E Depois…

 

 

Guillaume Musso é um dos meus Escritores favoritos. Então porquê que ainda não li? Outro livro foi passado à frente. Vida duma Viciada em Livros. E depois? E depois não sei.

“Uma experiência de quase-morte. O regresso à vida!”. Adoro estes livros que têm uma vertente sub-natural. Até arrepia.

Faz-me lembrar “O Cadáver”. Só de lembrar o filme, estou arrepiada. A Francisca é testemunha. Não, a Francisca está simplesmente comendo como se fosse o último CheeseBurger da sua vida. É tanto amor.

 

O Diabo Veste Prada

 

 

O Diabo Veste Prada. Eu amei o filme. Quem não amou? Quem não amou, ama outras coisas. A frase é a mais gira de todas mesmo, Francisca. Produção, tragam, por gentileza, um Sumol de Ananás para a nossa linda Francisca. Para mim, uma tosta quase preta com queijo e fiambre vegans. Tens de provar, Francisca. Muito melhor do que o queijo e o fiambre que nos habituam erradamente desde pequenos.

Com referi, eu adorei o filme, por isso, tenho uma certa curiosidade no livro. Um pouco de humor faz sempre bem.

Romance em Amesterdão

 

“Um Romance em Amesterdão”. Nunca li nada de Tiago Rebelo, que eu saiba. Mas gostei do título. O que eu não gosto mesmo é dos nomes próprios com minúscula. A letra minúscula é para objectos. Um Escritor nunca será um objecto.

Sei lá, veremos como será este Amesterdão.

Beijinhos

Expectativa

EXPECTATIVA DO LIVRO || A ÚLTIMA CARTA DE AMOR

Olá Nossos Devanienses!

 

Resultado de imagem para A última Carta de amor

 

Desta vez, nem eu, nem a Francisca escolhemos o livro que eu ia ler. Tudo começou, porque a Ricarda perguntou se eu queria participar no Choose For Me. Perguntei-lhe o que era. Simplesmente, teria de colocar uma fotografia duns livros que tinha por ler e uma pessoa escolhia o próximo que eu iria ler. Achei entusiasmante e participei. Falei com uma das meninas responsáveis, a Jéssica, e ela falou muito bem deste livro. Qual não é o meu espanto quando a menina que me calhou escolheu esse mesmo livro. “Rufem os tambores 🥁🥁🥁 eu escolho “A última carta de amor”, nunca li mas colegas minhas leram e gostaram bastante. Boas leituras 😊”.

Seria um sinal que iria mesmo adorar? Não sei. Será que vou adorar? Duas pessoas a falarem bem, só mesmo lendo para saber. Um livro com três capaz diferentes. A que tenho é esta:

 

Resultado de imagem para A última Carta de amor

 

Não se o porquê deste facto. A sinopse é muito clara: ” Algumas palavras podem terminar uma relação ou fazer renascer um amor perdido.”. Palavras… É realmente verdade. Vocês podem adorar ou odiar o meu trabalho por “simples” palavras.

Uma mistura de mil novecentos e sessenta e dois mil e três. Francisca, sim, torci o nariz a mil novecentos e sessenta. Não sou de romances históricos. Não me parece actual e ainda bem. Acho-os cansativos, porém, este tem uma refrescadela de dois mil e três. Nem tudo é mau.

Fala de dois casos de adultério. Eu não ando a escapar deste tema. Foi o “Clube do Adultério”, “Adultério para principiantes” e “Dias de Paixão”, tudo seguido. Deve ser um curso intensivo…

 

Imagem relacionada

 

Aqui está a última capa que encontrei. Vi na prateleira dos lidos e não tenho nada de Jojo Moyes, acho que nunca li nada dela. Estou realmente espantada que só escrevem sobre adultério e vende tanto. Francisca, não me olhes assim. Come descansada. Ninguém vai colocar mais adultérios à tua frente, aliás, tu já sabes que já não posso por mais nada à tua frente. Não sou assim tão engraçadinha, Francisca. Sou, sim, bastante linda! Não tanto como a arte da Nádia.

Veremos será bom.

Beijinhos