Sem categoria

QUASE QUATRO MESES || SEM CARNE

Olá Nossos Devanienses!

 

Comer, salada, pepinos, comida, tomates, misto, água

 

Primeiramente, Produção mais linda tragam, por gentileza, os CheeseBurgers da Francisca e água para mim. Grata.

No dia quatro de Dezembro do mês recorrente, faz quatro meses que não como carne. É maravilhoso. Sinto mais energia, mais vitalidade, mais feliz.

Pensei que iria custar mais deixar de comer a carne. Foram anos de hábito. Um hábito nada saudável. Não, não passei a ser a pessoa mais saudável do Mundo. Mas, pelo menos, já não corro o risco de comer cancro. É a minha opção.

Já não bebo leite de vaca há mais de sete anos. Como se aprende na Escola, o melhor leite é o materno.

 

Pequeno-almoço, saudável, hummus, espalhar, pão integral

 

Ainda não deixei o peixe. Eu sei que o peixe pode ter plástico. Mas o sashimi está-me na alma. Porém, como sempre digo, prefiro comer produtos químicos (fruta e legumes) e plástico (peixe) do que cancro (carne). São escolhas.

Acho que o que tem mais facilitado é o facto de ter substituido a carne pelo ovo. Adoro ovo de todas as maneiras.

Não há mal de comeres carne, desde que saibas as consequências e o risco de estares a comer cancro. É como fumar. A escolha é tua. Porém, a grande diferença é que o facto de comer carne não prejudica terceiros, ao contrário do tabaco.

 

Cerejas, Tigela, Rosa, Frutas, Café da manhã, Manhã, Fresco

 

Eu não como carne, eu não fumo, eu não bebo café. Portanto, posso comer peixe. Estou a brincar, Francisca. Eu como peixe como escolha. Como tudo. Tudo depende de três factores: Escolha, educação ( não confundir com formação) e mentalidade. Tudo se resume a estes três factores.

Beijinhos

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *