Expectativa

EXPECTATIVA DO LIVRO || ROMANCE EM AMESTERDÃO

Olá Nossos Devanienses!

 

Ver a imagem de origem

 

Este é o quinto livro do Projecto Choose For me. Nunca li nada deste Escritor, mas estou bastante curiosa. Segundo a Wook podemos ler o seguinte sobre o mesmo:

Tiago Rebelo é um dos romancistas mais brilhantes das letras portuguesas. Na última década manteve uma produção literária constante e os seus livros tornaram-se há muito presença habitual nos lugares cimeiros das principais tabelas de vendas nacionais. Com títulos disponíveis em diversos países, desde o Brasil a Angola e Moçambique, foi igualmente editado em Itália e na Argentina. Depois dos enormes sucessos aplaudidos pelo público e pela crítica, O Tempo dos Amores Perfeitos e O Último Ano em Luanda, o seu útlimo romance, O Homem Que Sonhava Ser Hitler, editado em 2010 pela ASA, é um magistral e absorvente relato de uma face desconhecida da sociedade atual. A par da atividade literária, Tiago Rebelo tem já uma longa carreira de jornalista, sendo atualmente editor executivo na TVI, e escrevendo regularmente para a revista do Correio da Manhã.

Um Escritor Português, é um feito muito raro pelo que têm acompanhado. Não é por algum motivo em especial, simplesmente é o que há nos Não-Lidos. Sim, estou a fazer o grande sacrifício de não ter mais, MAS se alguém me der no Natal…

 

Ver a imagem de origem

 

É um livro que parece comovente. Mais pela capa que eu tenho do que esta que está em segundo lugar.

Na sinopse podemos ler:

Passaram quinze anos desde a última vez em que Mariana e Zé Pedro estiveram juntos – tempo que poderia ter sido suficiente para fazer desmaiar os tons da paixão se os amantes fossem outros, se o sentimento não tivesse calado tão fundo nas suas almas. Mariana imaginara, milhares de vezes, o reencontro; Zé Pedro desesperara por voltar a vê-la. E, sem que nada o fizesse prever, um brevíssimo encontro, numa estação de metro apinhada de gente, vem tornar aqueles quinze anos quase irreais. Quando tudo parecia ter sido aplacado pelo tempo, quando tudo o que acontecera em Amesterdão parecia confinado ao universo das fantasias românticas e do sonho, eis que o passado ressurge e se impõe, com um ímpeto que os esmaga, que lhes revolve o coração. Mas peças no tabuleiro do jogo da vida são múltiplas e, não raras vezes, dotadas de vontade própria. A felicidade, alada e colorida, é tão apetecível quanto caprichosa – e sempre imprevisível.

Vamos ver: Um queria e outro desesperada de tanto querer e demoraram quinze longos anos?! Estou curiosa. O Zezinho e a Miana, que bonito. Já dei apelidos aos meninos, desculpa, Francisca. Faz-me lembrar “A Última Carta de Amor” de Jojo Moyes. O que me deixa mais entusiasmada. Isto dos encontros e desencontros e muito amor e blablabla. Não sei se este blablabla é adultério, Francisca, sinceramente. Vamos dar uma pausa nesse tema.

 

Ver a imagem de origem

 

Vamos ver o que acontece ao Zezinho e à Miana? Sim, Francisca, não é ver, mas sim ler. Grata pela correcção. A Miana e o Zezinho. O Zezinho e a Miana. Espero que seja bonito e que este longos quinze anos tenha amadurecido o amor entre os dois. Espero não chorar. Só peço isso.

Beijinhos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *