Resenha

RESENHA DO FILME || PURGA – O ANO DAS ELEIÇÕES

Olá Nossos Devanienses!

 

Resultado de imagem para Purga Filme ano de eleições

 

Este filme é mais intenso do que o anterior, a meu ver. E o melhor de tudo, não precisas de ver os anteriores para entenderes este. Aliás, eu vi o primeiro e este é o terceiro e não me fez diferença nenhuma nas informações. A Purga – Anarquia, não encontrei na Netflix. É mais do mesmo, em princípio. A base é a mesma.

Porém, eu acho este o mais importante, porque fala de política e como a política tenta manobrar os seus eleitores para ter acesso aos votos. Tal como The American Horror Story – Cult. Tem uma grande moral, se estivermos atentos e não pensarmos “É só um filme.”. Não! É um filme com várias mensagem e uma delas é que na política tudo é possível, basta encontrar meios. Que jeito dá a Noite do Crime, neste caso. Nem foi de propósito, nem nada.

Mostra que trair é apenas uma escolha e pode ter várias consequências. Não apoias uma pessoa, não estejas do lado dela. Simples, não precisas de a trair e por em risco a vida dela. Nem sei porquê que alguns se chamam de humanos.

 

Resultado de imagem para Purga Filme ano de eleições

 

Que bom mudar as regras quando dá jeito. Este ano, ninguém está imune. Até Políticos se pode matar. Nem dá jeito a quem mudou as regras.

Uma coisa muito engraçada que não tem graça nenhuma, uns que estavam na Igreja eram a favor da morte pela purificação e essas tretas todas, mas quando há um tiroteio na tal Igreja, não querem morrer. Então, são a favor ou não sou. Ou são quando é conveniente? Aquele pode morrer, porque não tem nenhuma ligação comigo. Aquele não pode morrer, porque é meu Filho. Se é permitido o crime de qualquer nível é para todos. Estás numa Igreja que não é protegida, está sujeito.

Ou és a favor à cem por centro ou estás a fingir. Ou tu não tens de ser “purificado”? Quando é a nós custa mais, não é mesmo? Se para nós não é bom a nossa morte, porquê que morte dos outros é “boa” para nós? E ainda aumentavam o turismo. Pensar que, se alguém com poder de manipular a mente, como fizeram com os Terraplanistas e outros mais, pode tornar isto real dum momento para o outro…

Beijinhos

 

 

2 thoughts on “RESENHA DO FILME || PURGA – O ANO DAS ELEIÇÕES

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *