Sociedade

EDUCAR OS FILHOS || O MANUAL

Olá Nossos Devanienses!

 

Resultado de imagem para educar filhos

 

Antes que digam, sem bases, que não tenho Filhos, isso faz parte da minha vida pessoal e vocês não têm de o saber. O Blog é o meu trabalho. Oque mostro, mostro. O que não mostro, não mostro. Não é por não vos mostrar o meu extracto bancário que significa, automaticamente, que não tenho dinheiro. Eu não sou só o que mostro. Também sou, mas não é tudo.

Dar à luz um Filho não faz de ti uma Mãe. Para ser Mãe ou Pai é preciso saber sê-lo!

Uma coisa que os Pais têm de entender é que a culpa é sempre deles. Se tu és uma bosta de pessoa, só há uma mínima hipótese do teu Filho não ser uma bosta também. Tu és um exemplo.

Se ele se dá com más influências na Escola, a culpa é tua. Foste tu que escolheste a Escola errada. Deves sempre pesquisar a Escola, seja privada ou publica, antes de o colocares lá. Ver o ambiente de perto. A hora do intervalo é muito boa para avaliar de perto o comportamento das crianças. Não tens tempo? Estamos a falar do futuro do teu Filho. Sim, a Escola é muito importante. “Mas a minha Vizinha disse que era muito boa essa Escola.”.

 

Imagem relacionada

 

É a formação do teu Filho que está em jogo e tu vais pelo que a tua Vizinha diz? Não te podes queixar das consequências, nem à Vizinha. Isso é uma responsabilidade tua. Educa-o antes de o colocares na Escola. NÃO É DEVER DO PROFESSOR. O PROFESSOR FORMA!

Se é pela vizinhança. Ele mora ali porque vocês escolheram. Logo a culpa é vossa. O ambiente conta bastante. Tudo conta na educação duma criança. É o vosso dever educar da melhor maneira.

Se a criança diz palavrões, a culpa é tua. “Mas ele vai aprender mais cedo ou mais tarde.”. De aprender a dizer, vai do jeito que tu educas. Se te ris quando ele diz, ele vai achar que é algo engraçado. Não o é. Não é bonito. Há palavras melhor para se dizer. Uma panóplia de palavras que ele poderia usar. Há bebés que a primeira palavra que dizem é aquele palavrão que começa por m. Eu não digo palavrões. Não gosto. Não me acrescenta nada como pessoa. Não, não estou a dizer que sou melhor ou pior pessoa por não dizer. Simplesmente, não acrescenta nada de positivo à pessoa.

 

Resultado de imagem para educar os filhos

 

Além disso, tu vens com desculpas, então ele pode ser atropelado “mais cedo ou mais tarde.”. Vais atropela-lo porque há essa possibilidade? Esperemos que a resposta seja “não”, leva esse pensamento para várias coisas. “Mais cedo ou mais tarde ele vai aprender a dizer palavrões, mas eu não vou-lhe vou ensinar por causa disso e vou-lhe mostrar que há coisas bem melhores para dizer.”. “Mais cedo ou mais tarde, ele vai beber, mas eu não lhe vou dar agora que ele tem dois anos.”. Seguem o raciocínio. “Mais cedo ou mais tarde, ele vai cair, mas não é por isso que o vou empurrar pela escadas abaixo.”. Atenção, cair e andar todo esmurrado de brincar, faz parte. NÃO INVENTES DESCULPAS SÓ PORQUE É DIFÍCIL. ISSO É UM MAU EXEMPLO!

Se a criança faz birra no Hipermercado, a culpa é tua. Se a criança não respeita os outros, a culpa é tua. Se a criança não diz “Obrigada/o” (dependendo do género), “por gentileza” e “desculpa”, é a culpa é tua. Isto é básico.

Se o teu Filho transforma o mar numa sanita pública, a culpa é tua. Não, não é normal. É banalizado e nada higiénico. O teu Filho não é toda a gente! E por esse prisma, se o teu Filho reclama da vida do outro e não luta para melhorar a própria vida, a culpa é tua. Se o teu Filho acha que chamar nomes e gritar vai resolver alguma briga, por exemplo, quando vê alguém agredir outra pessoa na rua, a culpa é tua. Não resolve nada.

 

Resultado de imagem para birra no supermercado

 

Ter medo não é ter respeito.

Bater não é a solução, agredir também não. Até porque ele vai achar normal e achar que tudo se resolve com violência. Não é à toa que existe violência contra idosos. Há quem ache que bater é educar. Não o é. “Mas se eu não lhe bater, ele vai bater em mim.”. Isso é só estúpido. É só um pensamento primitivo. Só tens de mostrar que isso é errado.

Passar pela criança e dar uma palmada no rabo não é uma brincadeira. Se dói ou não depende da sensibilidade da pessoa. Mas esse não é o prisma. Bater não é brincar. É esse o ponto. Bateres e ainda te rires. Não é brincar.

 

Imagem relacionada

 

A criança não tem de estar sempre quieto. Se ele está sempre no tablet, foi porque tu lhe deste. Eu não tenho nenhum tablet. Nunca tive essa necessidade. NUNCA! Nem a criança. Tu é que criaste essa necessidade. Ele não tinha. Ele só precisa de fazer algo.

Isto pode parecer básico, mas para algumas pessoas não é: As pessoas devem tomar, pelo menos, um banho por dia. Não dêem, nem deixem dar bebidas alcoólicas a crianças. Não é divertido. Quem diz álcool, também falamos daquela tradição sem sentido de dar tabaco às crianças no Dia de Reis!

Respeita o espaço dele. Não contes a vida dele a toda a gente. Não fales da vida dos outros.

 

Resultado de imagem para filhos

 

Se ele fuma, a culpa é tua. “Mas eu fumo, não o posso recriminar.”. Se tu não conseguiste parar de fumar por ele, quando soubeste que ele estava a ser gerado, pois é um vício complicado. Ainda bem que eu não tenho esse vício. Mostra-lhe todas as desvantagens. Mostra-lhe desde cedo. Mostra-lhe quanto esse vício é horrível. Mostra as consequências para ele e para os que o rodeiam (fumadores passivos). Ele de certeza que não quer aumentar as possibilidades de ter cancro. MOSTRA. Não deixes a banalização do tabaco afecte o teu Filho. Queres o bem do teu Filho ou não?

O teu Filho que é educado diariamente por ti vai ver em ti um exemplo. E se tu fores humilde o suficiente, se achas que não tens responsabilidade a todos os níveis para teres um Filho, não tenhas. Se já o tens, arranja uma solução que seja o melhor para ele, por mais que te custe. As crianças são o futuro. Ninguém te obriga a fazeres Filhos. Não tens aptidão para ter, não tenhas.

 

Resultado de imagem para Filhos

 

O teu Filho não pode ser aquilo que tu queres que ele seja. Vais acabar com ele psicologicamente com ele. Se tu queres que ele seja um Jogadores de Futebol só porque não o conseguiste ser, esquece. Não lhe dês esse peso. Dá o espaço ao individualismo dele. Nesse ponto, não é o melhor para ela. Só porque tu decidiste. As crianças têm direitos. Uma coisa, é dizeres, não vais lá para fora porque está a chover. Outra coisa é dizer “Vais ser Médico porque é o que eu quero.”. Eles não são objectos! Eles têm direitos.

Não grites com ele. Ele não é surdo. Só vais afecta-lo. “Mas ele irritou-me.”. Se tu o educaste assim, a culpa é tua, não tens de lhe gritar. Falar a nível normal até é mais educado. Pessoas educadas, criam pessoas educadas.

Elogia as coisas boas que ele faz. “Mas ele tem de se habituar, porque a sociedade é dura!”. Se ele for criado sem insultos, sem ser rebaixado e tudo de negativo, será menos um ser com necessidade de insultar e rebaixar os outros. Um a um, a sociedade melhor. Se for mais um a ser “habituado”, será mais um com essa necessidade e esse numero só vai aumentar. Como um Médico escrevia nas receitas médicas RTC – Requer Ternura e Carinho. O amor e o ódio não andam de mãos dadas.  Acredita que ele será um adulto feliz. Há menos probabilidade de te abandonar quando fores idoso.

 

Resultado de imagem para Filhos

 

Queres uma novidade? Não é a televisão que o tem de educar, és tu. “Mas nas notícias disse falou que é perigoso encontrar pessoas na internet em qualquer lugar. Ele tinha de estar atento!”. Não, não tinha de estar atento. Quem tem de falar disso és tu.

Se ele não lê, a culpa é tua. “Mas ler não é importante.”. Ler não é importante, é super importante. Cada um tem o seu género de livro. Tu tens de o ajudar a descobrir o seu género. Ensino-o a gostar de ler, a pesquisar, a descobrir o que é fidedigno. Ensina-o a querer evoluir como pessoa. A querer saber mais.

Outra novidade: Se o teu Filho não gosta de determinado alimento ou determinados alimentos é por causa do paladar dele. Bater não muda o paladar de ninguém, mas sim o tempo. Mas se o teu Filho tem mais de 10 anos e só come a sopa se estiver ralada, a culpa é tua. Convém, habitua-lo a comer a sopa dita normal.

 

Resultado de imagem para Pais machistas

 

Não sejam machista, nem ensinem os vossos Filhos a serem. Nenhum Pai, nem Mãe de verdade são machistas. Sim, os meninos usam rosa. Sim, as meninas jogam futebol. Sim, meninos brincam com Barbies. Sim, meninas brincam com carrinhos. Não há mal nenhum nisso.

Nunca referi que era fácil educar um Filho. 

Ensina-o a ser um bom ser humano a todos os níveis. Bostas já há muitas e isso é banal nesta Sociedade. Deveriam de haver testes para saber se a pessoa apta para ser Pai ou Mãe, pois como disse no início, não é só fazer, é preciso saber sê-lo!

Beijinhos

30 thoughts on “EDUCAR OS FILHOS || O MANUAL

    1. Olaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!
      Exactamente isso que quis transmitir <3
      Beijokitaz

  1. Ainda não sou mãe mas concordo com tudo o que disse. Precisamos de mais conteúdo como o seu, que desperta o lado da autoresponsabilidade de cada um. Parabéns pelo seu trabalho! Eu amei e indicarei com certeza!

    1. Olaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!
      As pessoas banalizam tanta coisa que não é nada normal, principalmente em crianças!
      Grata pelas tuas palavras <3
      Beijokitaz

  2. seu post é muito sincero e realista , ser mãe não é parir é educar , ser exemplo .
    Tratar criança como criança pois eles são o nosso futuro , o futuro do mundo .Bjs

  3. muito bom!! sou mãe e estou sempre procurando aprender com outras mães, não é facil ser mãe, são tantas culpas, cobranças…. mas somos forte!!

    1. Olaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!
      Deve-se cobrar sim, que faça sempre o melhor e que eduque bem. Não estar com “Mas toda a gente faz.”. E dai? Muita gente bebe leite de vaca e faz mal. Uma verdadeira Mãe não quer o mal para o Filho. Logo tem de pesquisar. Lutar para ela e o filho serem melhores a cada dia.
      Beijokitaz

  4. Muito Bom, sou mãe e estou sempre procurando aprender e tirar experiencias com outras mães. ser mãe não é uma missão simples, mas se fomos escolhidas para ser mãe é porque somos capaz!!

    1. Olaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa! O artigo só veio provar que não é fácil.
      Depende, há quem não seja e dê à luz ou seja dador de esperma…
      Beijokitaz

  5. Não sou pai, mas concordo com muita coisa do seu post. Os pais sempre colocam a culpa nos outros mas nunca em si próprio, a educação tem que vim de casa!

  6. Olá minha linda.
    Tú tens toda a razão, eu não sou mãe, e acho que quando temos filhos devemos dedicar o tempo a disciplina-los e como se comportar na sociedade, é claro que as birras vem mais não podes ser constante. Ótimo post.

    1. Olaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!
      O tempo é tudo e mais valioso do que dinheiro.
      Beijokitaz

  7. Eu não sou mãe ainda,um dia quero ser. Vejo que hj em dia está mto dificil a criação dos filhos, mtos tem deixado a educação para a escola ou os meios tecnológicos. Nem todos que são pais/ mães estão realmente aptos.
    Abs

    1. Olaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!
      Ninguém obrigado a ser Pai ou Mãe. Não é só ter e pronto.
      A Escola tem o dever de formar e as tecnologias não são tudo.
      Beijokitaz

  8. Eu, particularmente, acho essa coisa da educação dos filhos um assunto muito particular, acho que não existe jeito certo de se criar uma criança, temos a moral e a ética, mas a criação em si, cada pai e mãe sabem o que é melhor pro seu filho, cada um é um.
    Mas também, penso comigo que minha opinião não deva ser levada em consideração por motivos meio obvios; primeiro que eu não sou mãe e segundo que meus pensamentos são mais “liberais” do que os da maioria, então, eu acho que não tenho muito lugar de fala, porém gostei dos pontos abordados no post.

    1. Olaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!
      Abordei os pontos mais básicos.
      Principalmente do exemplo. Não é só dar à luz que torna alguém uma Mãe ou quem fala da Mãe, fala do Pai.
      Uns Pais de verdade não descuidam a formação.
      Uns Pais de verdade não se riem quando uma criança diz palavrões.
      Mas o ponto central é que: Há pessoas que não sabem o que é melhor para o ser que conceberam. Ou se sabem, fazem o oposto para o prejudicar.
      Nem toda a gente consegue ser Mãe ou Pai, mas ninguém é obrigado a colocar uma criança no Mundo.
      É muito difícil criar um Filho e os pontos que eu falei são o base. Nunca escrevi que seria fácil.
      Beijokitaz

  9. Um assunto bem polêmico, minha mãe me educou de um jeito diferente do que a mãe do meu esposo educou ele. Quero passar pro meu filho as coisas que minha mãe me ensinou, porque hoje sou o que sou por causa dela, luto pelas minhas coisas e não gosto de depender de ninguém, já com meu esposo é ao contrário, ele é parado e eu sinceramente tenho medo do meu filho ser igual, porém eu sou mãe e ele tem um pai também, não concordo com certezas coisas que meu esposo tenta educar meu filho porém ele é pai também. Eu ensino do meu jeito e o pai dele do jeito dele, o que devo esperar e que ele seja uma boa pessoa… Mas aí está a questão, eu acho que meu jeito de educar é o certo é o meu esposo acha que o jeito dele que é o certo! E qual realmente é o jeito certo? Um tema que existe muitas dúvidas e é muito polêmico. Cada um tem um tipo de educação, alguns podem até não ter, mas acham que tem!

    1. Olaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!
      Se tu foste educada a lutar pelas tuas coisas e o teu Esposo é o oposto. não é difícil de entender quem está correcto (TU!). Duas educações diferentes, confunde muito, entendes?
      Beijokitaz

    1. Olaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!
      Tal e qual. Se não for para educar bem, porquê ter a criança?
      Beijokitaz

  10. Não tenho filhos, mas concordo com muito pontos do texto, os pais é a base da educação dos filhos e não têm como fugir da responsabilidade.

  11. A educação dos filhos penso ser da casa de cada um, até porque as crianças não são de todo todas iguais, não têm um manual com pontos básicos para serem avaliados.

    O que eu acho é que em vez de se apontarem os dedos aos pais, pois alguns tentam mesmo fazer o melhor que sabem, talvez se devesse apontar a direcção a seguir em forma de ajuda.

    Acredito que seria uma melhoria significativa na sociedade.

    1. Olaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!
      Tem este Manual com os Pontos Básicos.
      A culpa é sempre dos Pais.
      Seria uma melhoria significativa na Sociedade se os Pais seguissem os pontos bases. Não se rirem quando a criança diz palavrões, está incluído.
      Beijokitaz

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *