Teorias ou Manias

NETO DE MOURA || ELE É REAL

Olá Nossos Devanienses!

 

Resultado de imagem para Neto Moura

 

Qual é o problema dele?! Não, digam-me! Estamos revoltadas e indignadas. Ele é real? Alguém faz alguma coisa? Alguém? Ele só diz os disparates que diz para ter mediatismo? Nós não sabemos. Já não chegava a bosta que disse no caso da mulher que foi espancada pelo Amante e pelo Marido. Ele voltou a dizer e a fazer bosta. Ele tem algum problema com a violência doméstica? Sabe o que é? Não deve saber pelas sentenças que dá. Pela barbaridade que diz. Ele tirou o curso de juiz ou jumento? Não é normal.

ELE RETIROU A PULSEIRA ELECTRÓNICA A UM AGRESSOR! Ele rebentou-lhe um tímpano! Um tímpano. E só teve que pagar dois mil e quinhentos euros. O mínimo não é cinco mil? Pelo que li sobre violência doméstica, o mínimo é cinco mil euros.

Ele tem argumentos do arco da velha. “O adultério da mulher é um gravíssimo atentado à honra e à dignidade do homem.”. E o adultério do homem é o quê? “Fui traído, vou ali rebentar-lhe um tímpano.”, que pensamento retrogrado é esse. Fala imoralidades por fama?!

 

Resultado de imagem para Neto Moura

 

Neto de Moura refere que ” Ainda não foi há muito tempo que a lei penal ( Código penal de 1886) punia com uma pena pois simbólica o homem que, achando a sua mulher em adultério, nesse acto a matasse.”. Mil oitocentos e oitenta e seis foi ontem. Realmente não foi há muito tempo. Foi ontem. E se fosse um homem a ser traída também acontecia o mesmo?

A traição é grave, MAS NÃO JUSTIFICA A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA! NÃO JUSTIFICA!

Onde é que Neto de Moura estudou? Pagou? Estudou mesmo? Não sabemos. Será Colega de carteira do Doutor Sócrates?  Achamos que sim.

Este ser afirma que “Nos últimos tempos a mais banal discussão entre marido e mulher é logo considerada violência doméstica e o suposto agressor (geralmente o Marido) é diabolizado e nenhum crédito pode ser-lhe reconhecido.”. Ele está a desvalorizar a violência doméstica?! Além disso, o que diz é extremamente machista! Um homem das cavernas! Só falta dizer que não existe a violência doméstica. Falta dizer que se traiu, não é violência doméstica. 

Ele acha que a traição é justificação para qualquer resposta por parte do traído. Mas se fosse ao contrário ( o homem trair e levar porrada) ele punia do mesmo modo? Fica a questão.

Beijinhos

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *